Américas Trump só vai a Londres com mais apoio público

Trump só vai a Londres com mais apoio público

Fonte do gabinete da primeira-ministra britânica garante que não houve alteração de planos na visita do presidente norte-americano, mas o The Guardian diz que Trump só irá a Londres quando não se previrem protestos na rua.
Trump só vai a Londres com mais apoio público
reuters
Lusa 11 de junho de 2017 às 17:13
O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou hoje à primeira-ministra britânica, Theresa May, que não vai aceitar um convite de Estado para visitar o país enquanto os protestos nas ruas forem previsíveis, revelou o The Guardian.

De acordo com o jornal britânico, que cita uma fonte presente na sala quando Theresa May recebeu o telefonema de Trump, esta é uma das razões para haver pouca discussão pública sobre a visita do Presidente dos Estados Unidos, que aceitou "de imediato" o convite feito pela primeira-ministra britânica quando esta visitou Washington, em Janeiro.

Na altura, durante uma conferência de imprensa, May disse que convidou Trump a visitar o país em nome da Rainha, e o convite foi "aceite de imediato", acrescentou a chefe do Governo britânico.

Os meios de comunicação noticiaram então que o encontro devia realizar-se em Junho ou Julho, mas de acordo com o jornal britânico The Guardian, Trump telefonou a May dizendo que não quer ir enquanto não houver um apoio do público à sua presença.

Ainda segundo o jornal, a primeira-ministra britânica ter-se-á mostrado surpreendida. Citado pela Reuters, o gabinete de Theresa May em Downing Street garante que não houve mudança de planos.

"Não comentaremos especulações sobre o conteúdo de conversas telefónicas em privado. A rainha fez um convite ao presidente Trump para visitar o Reino Unido e não há alteração nesses planos.

A possibilidade de Trump ir a Londres levantou polémica no Reino Unido, provocando a reacção, entre outros, do presidente da Câmara dos Comuns, John Bercow, que expressou a sua "forte oposição" a um discurso do líder norte-americano no Palácio de Westminster.



A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
eleitor 11.06.2017

Deste perigo Mundial , mais nada me admira !

Marta Guimaraes 11.06.2017

Ó surpreso!
Cala a boca, retornado ressabiado. Para lixo já chega o que todos os dias escreves no Observador com o nick victor guerra!

Conselheiro de Trump 11.06.2017

O Trump e como o tubarao,onde houver sangue o tubarao aparece nem que para tal tenha de galgar milhas.Ao trump nao lhe cheira guita na Inglateera,os gritos sao a desculpa para o falhanco.Grande empresario.

Desanimado 11.06.2017

Está mais que visto que Trump nunca irá a Londres a não ser que ponham uma rolha na boca do ingleses. Deve ser isto que ele também irá fazer aos americanos. Bastante democrático. Ehehehehehehehe...

ver mais comentários
Saber mais e Alertas
pub