Política Monetária Trump tem lista de mais de seis candidatos para liderar a Fed

Trump tem lista de mais de seis candidatos para liderar a Fed

Além de Janet Yellen e Gary Cohn, Donald Trump estará a considerar os nomes de mais candidatos para o cargo de presidente da Fed, entre economistas e homens de negócios.
Trump tem lista de mais de seis candidatos para liderar a Fed
Rita Faria 08 de setembro de 2017 às 10:42

Ao contrário do que se antecipava, a corrida à liderança da Reserva Federal norte-americana não se faz apenas entre dois candidatos. Serão pelo menos seis os nomes que estão a ser considerados pela Casa Branca para o cargo de presidente da Fed, entre economistas e homens de negócios, avança a Bloomberg, citando fontes próximas do processo.

Além da actual presidente, Janet Yellen, e do director do Conselho Económico Nacional, Gary Cohn – apontados como os dois grandes candidatos – o presidente Donald Trump estará a considerar os nomes do governador da Fed Kevin Warsh, o economista da Universidade de Columbia Glenn Hubbard e o professor da Universidade de Stanford John Taylor.

De acordo com a agência noticiosa, o nome de Lawrence Lindsey, antigo conselheiro económico do presidente George W.Bush também está em cima da mesa. Outras fontes referem que o ex-CEO do US Bancorp, Richard Davis, e o antigo líder do BB&T Corp., John Allison, foram igualmente considerados.

Em Julho, o presidente norte-americano confirmou estar a considerar Yellen e Cohn para o cargo. Desde então, porém, o nome de Cohn tem perdido força, depois de o antigo presidente do Goldman Sachs ter criticado publicamente as declarações de Trump, no seguimento do episódio de violência em Charlottesville, Virginia.

O mandato de Janet Yellen termina no final de Janeiro do próximo ano, e Trump já garantiu que poderá não tomar nenhuma decisão até ao final do ano.

Quanto ao vice-presidente Stanley Fischer anunciou esta semana que vai abandonar o cargo em Outubro, nove meses antes do fim do mandato.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 08.09.2017

Espero que Trump não se esqueça de mim.

pub