Política UGT: Governo está no "bom caminho"

UGT: Governo está no "bom caminho"

O secretário-geral da UGT, Carlos Silva, afirmou hoje que o Governo está no "bom caminho" na elaboração do Orçamento do Estado para 2018, que introduz um "horizonte de esperança" para o próximo ano.
UGT: Governo está no "bom caminho"
Lusa 11 de outubro de 2017 às 14:45

"A UGT vê com bons olhos o Orçamento do Estado (OE). O país está num caminho de crescimento, no bom caminho, um caminho de sensibilidade social, que era uma lacuna nos anos anteriores, de austeridade", afirmou o líder da central sindical, que hoje foi recebida pelo primeiro-ministro, a propósito da Conferência Internacional sobre o Futuro da Europa, organizada pela UGT.

 

Após o encontro com António Costa, Carlos Silva, questionado pelos jornalistas acerca do OE que está a ser preparado, disse ainda: "O Governo está no bom caminho. O orçamento não é o nosso orçamento, nem tem de ser, mas é um orçamento que nos dá um horizonte de esperança para o próximo ano e para os próximos anos".

 

O secretário-geral da UGT reagiu ainda à marcação pela CGTP de uma manifestação nacional para 18 de Novembro, para dizer que cada organização sindical tem o seu calendário e que a UGT entende que o OE é um orçamento "de crescimento" e que "abre boas perspectivas" de reforço da convergência.

 

"A liberdade dos outros não conflitua com a liberdade da nossa central sindical", acrescentou, defendendo que a UGT não tem de estar de acordo ou desacordo com a CGTP.

 

"Para a UGT importa a paz e a estabilidade. Mas, enquanto parceiro social, mantendo a pressão para que o Governo cumpra com o que se comprometeu no seu programa de governo", concluiu.

 

A proposta de Orçamento do Estado é entregue pelo Governo no parlamento na sexta-feira.

 




A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
General Ciresp Há 1 semana

Praticamente e uma copia do que este maos nos bolsos disse do salgado capela.Defacto.

ricky Há 1 semana

Até parece que é novidade, pois para a UGT está sempre tudo bem, independentemente do quão esmagados sejam os trabalhadores e reformados, eles assinam sempre por baixo por via dos tachos e medalhas que lhes estão reservados para um futuro proximo.

alblopes Há 1 semana

E pensar eu que este apoiante incondicional do sócrates e do ricardo salgado continua a gozar os rendimentos à minha custa, com as quotas que pago para o sindicato dos bancários, é isso que me dói!É um verdadeiro canalha! Um xuxa oportunista!

Mr.Tuga Há 1 semana

Até este, que tem comido da GAMELA despesista, já se ajoelha....

Cá no burgo atrasado da Europa e cada vez mais da OCDE, basta começar a distribuir benesses que o povão imbecilizado fica felicissimo....

A DIVIDA de 250.000 MILHOES ?!?!!? Que se fo+++

pub