Economia União das Misericórdias gastou perto de 12 mil euros do fundo de 1,6 milhões de Pedrógão

União das Misericórdias gastou perto de 12 mil euros do fundo de 1,6 milhões de Pedrógão

A União das Misericórdias gastou quase 12 mil euros dos 1,6 milhões do fundo de apoio às populações afectadas pelos incêndios de Pedrógão Grande, revelou hoje o presidente da instituição, garantindo que o valor foi todo para as vítimas.
União das Misericórdias gastou perto de 12 mil euros do fundo de 1,6 milhões de Pedrógão
Reuters
Lusa 06 de setembro de 2017 às 18:15
De acordo com os dados da União das Misericórdias Portuguesas (UMP), a que a Lusa teve acesso, o valor total doado foi de 1.811.421,59 euros, 1.001.191,09 euros dos quais através das chamadas de valor acrescentado no decorrer do concerto solidário "Juntos por Todos", a 27 de Junho, no Meo Arena, em Lisboa.

Neste fundo entram também 467.949,98 euros de particulares e empresas, 330.650 da venda de bilhetes para o concerto "Juntos por Todos", além de 580 euros da venda de bilhetes para o evento "Música Solidária", da Câmara Municipal de Aveiro e mais 11.050,52 euros de chamadas internacionais.

Do valor angariado, a UMP teve de pagar 190.950 euros de IVA (Imposto de Valor Acrescentado) ao Estado, uma parte pelos bilhetes vendidos e outra pelas chamadas de valor acrescentado. A isto somam-se mais 1.660,50 euros gastos em anúncios e divulgação de donativos.

Contas feitas, a UMP ficou com 1.606.881,99 euros para gerir, dos quais já gastou 11.929,10 euros na recuperação de duas habitações.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Albanix 07.09.2017

Se a cara de pau ganhasse prémio Nobel, a UMP ganhava-o. Já com as inundações da Madeira houve algo semelhante. Já e altura de se perder a mania de darem às instituições religiosas este tipo de tarefa, porque não a Gulbenkian ou em gestão partilhada? Vale a pena ver uma reportagem SIC sobre eles.

pub