Finanças Públicas UTAO calcula que dívida pública tenha estabilizado nos 130,4% do PIB até Março

UTAO calcula que dívida pública tenha estabilizado nos 130,4% do PIB até Março

A UTAO estima que a dívida pública tenha estabilizado nos 130,4% do PIB até Março, em linha com o valor registado no final de 2016 e acima da meta assumida pelo Governo para este ano, de 127,9%.
UTAO calcula que dívida pública tenha estabilizado nos 130,4% do PIB até Março
Lusa 17 de maio de 2017 às 01:20

Na nota mensal de Abril sobre a dívida pública, a que a Lusa teve hoje acesso, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) refere que a dívida pública na óptica de Maastricht, a que conta para Bruxelas, "aumentou no primeiro trimestre", para os 243,5 mil milhões de euros, acima dos 241,1 mil milhões a que chegou no final de 2016.

 

Mas, face ao Produto Interno Bruto (PIB), os técnicos independentes que apoiam o parlamento calculam que a dívida pública "se tenha situado entre 130% e 130,7% do PIB" no final do primeiro trimestre, o que coloca o valor central da projecção nos 130,4%, igual ao registado em Dezembro do ano passado.

 

A UTAO indica que, a confirmar-se esta previsão, "regista-se uma manutenção face ao valor da dívida pública no final de 2016", o que se traduz num rácio superior ao previsto pelo Ministério das Finanças para este ano, de 127,9% do PIB.

 

Quanto à dívida pública excluindo os depósitos da administração pública, a UTAO estima que tenha atingido os 121,3% do PIB no final do primeiro trimestre, "um acréscimo de 0,2 pontos percentuais face ao final de 2016".




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga 17.05.2017

RELAX!

Vem ai as promoçoes e progressoes na carreira para todos os FP....

Anónimo 17.05.2017

Estas noticias deveriam ser mais sintéticas e esclarecedoras.A divida é de tantos milhões,bilioes,triloes,Ponto.A relaçao com o PIB nao diz se a mesma aumentou ou diminuiu em termos absolutos mas a divergência entre divida e produtividade.Logo divida aumentou em termos reais.

pub