Finanças Públicas UTAO estima défice de 0,3% até Setembro mas alerta para "pressões" no quarto trimestre

UTAO estima défice de 0,3% até Setembro mas alerta para "pressões" no quarto trimestre

A UTAO estimou hoje que o défice orçamental, em contas nacionais, tenha sido de 0,3% do PIB até Setembro, alertando para que há "pressões" no quarto trimestre que deverão colocar este valor mais próximo da meta do Governo.
UTAO estima défice de 0,3% até Setembro mas alerta para "pressões" no quarto trimestre
Lusa 05 de dezembro de 2017 às 18:07

Na sua análise sobre a execução orçamental em contas públicas até Outubro, a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO) apresenta a estimativa para o valor do défice nos primeiros nove meses do ano, em contas nacionais, a óptica que conta para Bruxelas.

 

"A estimativa para o défice acumulado até ao terceiro trimestre de 2017 em contabilidade nacional, realizada pela UTAO, aponta para um valor central de 0,3% do PIB [Produto Interno Bruto], o que representa uma melhoria face ao registado no primeiro semestre do ano e face ao período homólogo", lê-se na nota hoje divulgada.

 

Os técnicos que apoiam o parlamento salvaguardam que esta projecção "não inclui o impacto que a operação de recapitalização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), realizada no primeiro trimestre, possa vir a ter no défice apurado em contas nacionais".

 

Esta operação ascendeu a 3,9 mil milhões de euros, o equivalente a cerca de 2,1% do PIB anual previsto no Orçamento do Estado para 2017 (OE2017) e está ainda a ser analisada pelo Eurostat.

 

A UTAO conclui assim que o défice registado até Setembro "deverá ter-se situado abaixo do objectivo oficial para o défice de 2017, fixado em 1,6% do PIB", mas alerta para que são esperadas para o quarto trimestre "pressões que deverão contribuir para aumentar do défice orçamental para um valor mais próximo do objectivo".




pub