Justiça Carreiras dos magistrados serão desbloqueadas tal como as demais

Carreiras dos magistrados serão desbloqueadas tal como as demais

Em entrevista ao Negócios e à Antena 1, a ministra da Justiça deixa um aviso às magistraturas: Está disposta a negociar os estatutos, mas se a discussão for reduzida apenas à questão salarial, aí as coisas são mais complicadas.
A carregar o vídeo ...
Filomena Lança e Rosário Lira

Os magistrados terão reposições salariais na mesma medida em que as demais carreiras do Estado. Em entrevista ao Negócios e à Antena 1, a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem é clara: Os magistrados não terão aumentos salariais e as suas carreiras serão desbloqueadas na medida do que for negociado para as outras carreiras do Estado.

 

A governante recusa, no entanto, reduzir o tema da revisão dos estatutos à questão salarial. São mais de 200 artigos, diz, com várias dimensões, como a autonomia e a independência, em suma, "um enorme espaço de discussão", afirma.

 

Desde que o Governo apresentou as suas propostas de alteração que tem vindo a acentuar-se um braço de ferro com os magistrados, com os juízes a garantirem que, se necessário, avançarão para uma greve que poderá até pôr em causa a preparação das eleições autárquicas. Os magistrados judiciais – magistratura de onde, aliás, é originária a ministra – também não poupa nas críticas, com o sindicato a ameaçar abrir uma guerra com o Governo.

 

Francisca Van Dunem diz que há toda uma "política coerente do Governo" que "está a ser aplicada às várias classes profissionais em termos uniformes e coerentes e essa política vai ser seguida também aqui", para os magistrados. 




A sua opinião11
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 11.06.2017

Este país tem gente a mais a ganhar demais face ao valor que criará, cria ou criou. Não são portanto de estranhar as falências cíclicas do país, a sua constante dependência e as crises que ele vive.

comentários mais recentes
tec informatica licenciado pre-bolonha 12.06.2017

A MINHA CARREIRA ESTA CONGELADA CHEIA DE FRIO HA MAIS DE 15 ANOS E EU SUBO DE CATEGORIA HA MAIS DE 20 ANOS
SOU BRANCO E NASCI EM PORTUGAL E PAGUEI PROPINAS PARA ME LICENCIAR NUMA UNIV ESTATAL
ALGUNS MAGISTRADOS TIRAM CUSO A CUSTA DOS CONTRIBUINTES E GANHAM MAIS DE 4.000€ MES

Cuidado Snrª MINISTRA. Ao enfrentar esses elitista 11.06.2017

corre o risco de ser armadilhada. Ninguém ! tem o direito de se valer da sua profissão para chantagear quem quer que seja e muito o País. Se enveredássemos por aí, então tudo o que mexe reivindicava o céu. A inteligência deve ser posta ao serviço de todos e não só
para proveito próprio.

Anónimo 11.06.2017

Os magistrados são uns oportunistas no Estado. Em relação aos demais portugueses sempre estiveram de longe bem demais.

Marta Guimaraes 11.06.2017

Ó surpreso!
Cala a boca, retornado ressabiado. Para lixo já chega o que todos os dias escreves no Observador com o nick victor guerra!

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub