Economia Várias pessoas baleadas em hospital de Nova Iorque

Várias pessoas baleadas em hospital de Nova Iorque

Ao início da noite desta sexta-feira foram avançados relatos de um tiroteio dentro de um hospital na zona nova-iorquina do Bronx, que terá começado pelas 15:00 locais (20:00 em Lisboa). Uma hora depois, a polícia dava conta de que o atirador se suicidou. A imprensa avançou 20 feridos e uma vítima mortal.
Várias pessoas baleadas em hospital de Nova Iorque
Negócios 30 de junho de 2017 às 20:43

Um homem armado, que as testemunhas disseram estar vestido como um médico, abriu fogo no Hospital Bronx-Lebanon, com capacidade para 972 camas, avançou a BBC News ao início da noite.

As mensagens que começaram a correr nas redes sociais falavam de médicos e enfermeiros barricados dentro do edifício.

O The New York Times referiu, citando uma fonte do corpo de bombeiros, que pelo menos três médicos teriam sido baleados dentro do hospital.


O estado de saúde dos médicos atingidos não era ainda conhecido e não se sabia o paradeiro do atirador, de acordo com o mesmo responsável dos bombeiros, que acrescentou que os médicos de emergência ainda não tinham entrado no hospital devido ao facto de a polícia não ter criado o necessário perímetro de segurança.

 

Numa transmissão via rádio, a polícia descreveu o atirador como um homem negro, alto e magro, envergando uma t-shirt azul e uma bata branca de laboratório. 

Uma hora depois, pelas 21:00 de Lisboa, a Associated Press indicava, citando um porta-voz da polícia de Nova Iorque, que o atirador estava morto.


Por essa altura, as referências ao número de feridos apontavam para dois médicos apanhados no tiroteio, sendo que um deles teria falecido. De acordo com um porta-voz da polícia, 20 pessoas ficaram feridas, também devido ao caos que se seguiu ao tiroteio.

A polícia identificou o atirador como Henry Bello, de 35 anos, que tinha sido médico naquele hospital, tendo avançado que se suicidou com a sua própria arma, uma M-16, segundo a BBC News.

(notícia actualizada às 22:08)




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub