Economia Vasco Cordeiro: "Resultados são uma grande vitória do Partido Socialista"

Vasco Cordeiro: "Resultados são uma grande vitória do Partido Socialista"

O líder do PS Açores, que conseguiu a sua segunda maioria no Arquipélago, desvalorizou ter perdido um deputado. E enquanto Costa salientava a vitória do PS Açores e do próprio Vasco Cordeiro, o líder do PS Açores falava de uma vitória grande dos socialistas.
Vasco Cordeiro: "Resultados são uma grande vitória do Partido Socialista"
José António Rodrigues/Correio da Manhã
Negócios com Lusa 17 de Outubro de 2016 às 00:34

Uma grande vitória de todos os socialistas portugueses. E uma grande vitória do Partido Socialista. Foi assim que Vasco Cordeiro, líder do PS Açores e que se manterá chefe de Governo regional, reagiu ao resultado das eleições deste domingo que deram uma maioria ao PS na Assembleia Regional.

"É o único partido que tem representação de todas as ilhas", lembrou, acrescentando que "mantém uma maioria estável que permite cumprir objectivos que definiu para esta eleição". E será "com estabilidade que irá cumprir com as propostas, e as soluções que apresentámos. O objectivo foi plenamente alcançado e cumprido", o que demonstra, na sua óptica, "a confiança pela forma como o PS tem exercido o poder, garantindo diálogo com todos os partidos.

Questionado se o combate à abstenção será também um objectivo a partir de segunda-feira, o cabeça de lista do PS pelo círculo de São Miguel referiu que "será muito mau se esse for apenas um objectivo" seu.

"Da mesma forma que será muito mau se esse for apenas um objectivo das forças políticas", assinalou, salientando que esta questão "diz respeito a toda a sociedade, àqueles que têm uma participação política mais activa e àqueles que não têm essa participação", mas também aos órgãos de comunicação social na forma como valorizam e tratam não apenas os actos eleitorais", mas a actividade política.

Para Vasco Cordeiro, "é mais do que tempo" que todos cheguem à conclusão de que é "necessário reflectir muito a sério sobre aquilo que se passa", mesmo tirando as questões relativas à abstenção técnica ou à inflação dos cadernos eleitorais.

António Costa, que falou antes de Vasco Cordeiro, garantiu que "colaborar activamente com o governo da Região Autónoma dos Açores, como fazemos na Madeira".




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 3 semanas

VERGONHICE!

Esta ilhota de treta que não é sustentável, senão com guita dos contribuintes do continente e cujos menos de 250.000 habitantes vivem quase exclusivamente de SUBSIDIOS, tem imagine-se um parlamento com 57 dePUTAdos !?!?!

E o tuga a pagar estas nulidades despesistas!

Este sitio miserável e atrasado não tem futuro!

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub