Conjuntura Vendas no retalho aceleram em Setembro

Vendas no retalho aceleram em Setembro

O volume de negócios no comércio a retalho acelerou em Setembro, atingindo uma evolução de 3,1%, segundo dados divulgados esta sexta-feira, 28 de Outubro, pelo Instituto Nacional de Estatísticas. No trimestre subiram 3,3%.
Vendas no retalho aceleram em Setembro
Miguel Baltazar/Negócios
Negócios 28 de Outubro de 2016 às 11:38
O comécio a retalho acelerou em Setembro. Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) esta sexta-feira, 28 de Outubro, o volume de negócios no comércio a retalho acelerou de Agosto para Setembro ao evoluir, respectivamente, 2,9% e 3,1% respectivamente, e depois de revistas as evoluções de Agosto.

Foram os produtos alimentares que mais motivaram esta subida homóloga, tendo passado de uma subida de 3,7% em Agosto para 4,8% em Setembro. Nos não alimentares a variação homóloga foi, em Setembro, de 1,9%, face a uma evolução de 2,3% em Agosto.

Mas se em termos homólogos houve em Setembro uma aceleração no negócio do comércio a retalho, já em termos mensais o volume de negócios caiu 2% em Setembro, o que, aliás, é a maior queda desde há um ano. Setembro é, no entanto, um mês de menor negócio para o comércio do que Agosto.

Considerando o terceiro trimestre, as vendas a retalho subiram 3,3%, uma aceleração face aos 2,2% do trimestre anterior. Nos produtos alimentares a subida foi de 5,2%, face aos 3,5% do segundo trimestre. Em Julho, o IVA da restauração desceu para 13%. Nos não alimentares a subida foi de 2%, face ao crescimento de 1,3% no trimestre anterior.

Também o emprego nesta actividade cresceu. Em Setembro subiu, em termos homólogos, 2,7%, o mesmo crescimento que o apurado já em Agosto. Mas mensalmente Setembro viu o emprego cair 0,8%. Com o aumento do emprego veio também uma subida nas remunerações de 4,5%, menos que os 5,6% de Agosto.

O INE fez uma revisão dos dados referentes a Julho e Agosto.



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 1 semana


Sugestão aos membros do TC

Os membros do TC devem largar a realidade paralela onde vivem com a FP e seus pensionistas, ....

e voltar para a dura realidade onde vivem os restantes portugueses!


pub
pub
pub
pub