Vendas pendentes de casas usadas nos EUA sobem em Janeiro
27 Fevereiro 2012, 15:58 por Hugo Paula | hugopaula@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
O número de contratos de promessa de compra e venda de casas usadas cresceu nos Estados Unidos, no mês de Janeiro após ter declinado em Dezembro. Um sinal de recuperação no sector que esteve no epicentro da última crise económica.
O índice de assinatura de contratos de compra e venda aumentou 2% no mês de Janeiro. Uma melhoria que contrasta com a quebra de 1,9% registada no mês de Dezembro, segundo os dados divulgados pela Associação Nacional de Agentes Imobiliários, citada pela Bloomberg.

A evolução no mês de Janeiro foi mais favorável do que o esperado pelos 44 economistas inquiridos pela agência noticiosa, que apontavam para um crescimento de 1% no último mês.

“A acessibilidade está a suportar o mercado”, disse o economista do 4Cast Inc., à agência noticiosa norte-americana. “Vimos um mínimo nas vendas de habitações. Existe uma tendência de melhoria gradual na procura” de habitações, disse o economista.

A evolução do indicador de vendas pendentes de habitações e foi mais favorável do que o previsto tanto em Janeiro como em Dezembro, relembra a agência Bloomberg. Os economistas antecipavam que a evolução negativa em 3,5% da assinatura de contratos de promessa de compra e venda fosse seguida de um crescimento de 1% em Janeiro.

Em termos homólogos, o número de contratos de promessas de compra e venda assinados no último mês cresceu 10,3%.

Enviar por email
Reportar erro
0
pesquisaPor tags: