César das Neves
Vídeo: "O FMI já devia ter sido chamado, porque agora o cancro já se está a espalhar"
25 Outubro 2010, 20:51 por Rita Faria | afaria@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
0
César das Neves adverte que serão necessárias mais medidas de austeridade em 2011, uma vez que o cenário macro do Orçamento do Estado não vai ser cumprido.
“Estamos a tratar de uma doença recorrendo às urgências, e este é um problema que requer cirurgia e internamento”, afirmou hoje o economista César das Neves.

Acerca da possibilidade de Portugal recorrer ao FMI, acrescentou que “o FMI já devia ter sido chamado há um ano, porque agora o cancro já se está a espalhar”.

“Temos de alterar as regras de despesa pública, provavelmente este corte até foi demais, mas o problema é que [a despesa] vai voltar a subir” acrescentou o responsável em declarações ao Negócios, à margem do debate "Outro PEC depois do PEC?", que decorre hoje na Universidade Católica, em Lisboa.

Questionado se são necessárias medidas adicionais, César das Neves afirmou que “é provável, pois o crescimento económico que está previsto não vai ser cumprido. O OE 2010 foi aprovado em Março e em seis meses a coisa ficou completamente fora do controlo. Isto mostra que este governo não tem nenhum controlo sob a situação”.

.
Enviar por email
Reportar erro
0