Segurança Social Vieira da Silva: “Recibos verdes estão a construir carreiras muito frágeis”
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE

Vieira da Silva: “Recibos verdes estão a construir carreiras muito frágeis”

Se continuarem a fazer descontos para a Segurança Social tão baixos, os recibos verdes estão condenados a terem reformas abaixo do valor da pensão mínima, adverte Vieira da Silva, que promete mudanças já para 2018.
A carregar o vídeo ...

A revisão das regras de descontos dos recibos verdes para a Segurança Social está prometida mas vem-se arrastando, ao ponto de ter irritado o Bloco de Esquerda. Vieira da Silva  quer aproximar os descontos dos trabalhadores

)

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião12
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 5 horas

De precário a excedentário é um ápice. A tecnologia não pára e as forças de mercado também não.

comentários mais recentes
Passaro em mão Há 4 semanas

E mais frageis irão ficar com o assalto que lhes será feito em 2018 com mudança do regime simplificado. Para a perspectiva que se tem das reformas que tem sido descontar imenso e cada vez se receber menos mais vale a pena descontar o mínimo aproveitando o presente vs um futuro prometido improvavel..

rf Há 4 semanas

Ao se passar Recibo Verde devia ser logo feita a retenção para Seg-Social de 21% (0.7x0.3), tal como é logo retida a Percentagem para IRS e IVA. Ao fim do ano a Seg Social divide o total por 12 e regista o equivalente valor MENSAL, como tanto gosta, de contribuintes que recebem IRREGULARMENTE.

Anónimo Há 4 semanas

Que carreira? trabalhei como formador no For-mar, antigo Forpescas, durante, mais de 15 anos, sempre a recibo verde, a descontar do meu bolso a segurança social, deslocações, etc. e nunca tive subsídio de férias nem de Natal e baixaram o valor hora que nunca voltaram a repor. Que Carreira???

Letras Há 2 horas

É por constituírem uma Carreira frágil que a geringonça os taxa tanto. É bem provável que o fundamento seja ideológico pois, como bem sabemos, a geringonça detesta a iniciativa privada. Prefere amanhar-se na pública à conta dos impostos exagerados que lança à privada.

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub