Política Vieira da Silva: Santa Casa no sector financeiro foi ideia de Santana Lopes

Vieira da Silva: Santa Casa no sector financeiro foi ideia de Santana Lopes

O ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social afirmou ter sido ideia de Pedro Santana Lopes o envolvimento da Santa Casa no sector financeiro, enquanto a hipótese de investimento no Montepio foi colocada pelo Governo.
A carregar o vídeo ...
Lusa 06 de janeiro de 2018 às 10:50
Em entrevista à Antena 1, que será transmitida este sábado a partir das 12:00, Vieira da Silva precisou que a "ideia de que a Santa Casa podia ter um papel [no sector financeiro] é uma ideia avançada pelo dr. Santana Lopes (então provedor da Santa Casa de Misericórdia de Lisboa - SCML)".

"A colocação do Montepio nesse leque de hipóteses foi colocada pelo Governo, não pelo dr. Santana Lopes", acrescentou ainda o governante, precisando que a possibilidade de a Santa Casa se envolver na área financeira surgiu "há quase dois anos, numa altura que se vivia o momento mais difícil" no sector.

Quanto a críticas feitas ao envolvimento do sector social no financeiro, Vieira da Silva falou em "profundo desconhecimento da realidade", porque em "toda a Europa existem instituições financeiras do sector social".
A carregar o vídeo ...

Na quarta-feira, os deputados da Comissão de Trabalho e Segurança Social aprovaram, por unanimidade, as audições do ministro da Segurança Social e do provedor da SCML sobre uma eventual entrada no capital do Montepio.

O pedido de audição do ministro Vieira da Silva e do provedor Edmundo Martinho foi feito pelo CDS-PP para que prestem "todos os esclarecimentos sobre os contornos que envolvem a hipótese de a SCML entrar no capital do Montepio Geral".

A eventual tomada de participação da SCML na Caixa Económica Montepio Geral (CEMG) tem sido muito falada nas últimas semanas e motivou exigências de esclarecimentos ao Governo pela parte de PSD e CDS-PP.

Quanto aos democratas-cristãos, que fizeram o pedido de audições, estes querem saber, especificamente, se a Santa Casa vai ou não entrar no capital do Montepio, a que valor e adquirindo que participação e onde está o estudo de avaliação da operação.

O CDS-PP quer ainda saber quem teve a ideia original do negócio, depois de dúvidas suscitadas pelo ex-provedor da SCML e candidato à liderança do PSD, Pedro Santana Lopes.

A imprensa tem adiantado que a SCML poderá entrar com 200 milhões de euros em troca de uma participação de 10% na CEMG, o que valoriza o banco em cerca de 2.000 milhões de euros.

A CEMG está num período de mudança dos estatutos e mesmo da sua equipa de gestão, tendo a Associação Mutualista Montepio Geral (até agora o seu único accionista) anunciado a entrada de Nuno Mota Pinto para presidente do banco, lugar ainda ocupado por Félix Morgado.



A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado EUROPEU 06.01.2018

Mas que credibilidade tem este homem?

comentários mais recentes
Anónimo 09.01.2018

O Partido Sem Destino está envolto em questões que não ajudam o país a avançar. Portugal precisa de uma oposição competente que escrutine o governo e o apoie nas questão de fundo Nacionais. Os problemas da banca arrastam-se com milhões de prejuízo para os contribuintes. Está na hora de parar!

Mr.Tuga 08.01.2018

Não me admira NADA !!!!!!!!!!

O Flopes é um DESPESISTA exímio....

Paulo Reis 07.01.2018

Mais uma mentira do Zarolho. Depois da Rarissimas, em que ele e a mulher estiveram envolvidos, este ministro já não é credível. As suas respostas na comissão da AR mostraram que ele estava a faltar com a verdade. Perante os jornalistas foi igual, respostas da treta.

Criador de Touros 06.01.2018

Se calhar a ideia de Santana Lopes seria muito boa para a Santa Casa da Misericórdia. Se o acordo fosse bom, se a entidade financeira tivesse futuro, a Santa Casa poderia fazer uma pipa de massa no curto prazo e aumentar os cofres. Em abstracto e sem conhecer mais pormenores acho a ideia de Santana Lopes digna de ser sujeita a profunda reflexão. O que é que este dirigente socialista pretende ? A todo o custo criar ruído para prejudicar Santana ? Santana é mais esperto que ele e que António Costa. E mais esperto que Rui Rio, que Santana luta sózinho e Rui Rio tem a ajuda dos socialistas. O que se está a passar é vergonhoso para Rui Rio e se ele pensa que poderá enganar o eleitorado do PSD, estará ele muito enganado. Rui Rio depois disto terá é de se filiar no PS. Rui Rio depois de todas estas ajudas socialistas está completamente queimado. Pensa que os outros são parvos e não as topam.

ver mais comentários
pub