Impostos Vieira Lopes: Imposto sobre património é "entrave sério" a acordo de concertação

Vieira Lopes: Imposto sobre património é "entrave sério" a acordo de concertação

Duas semanas depois de Vieira da Silva ter lançado a discussão, a CCP diz que o acordo está ameaçado pelos novos impostos.
Vieira Lopes: Imposto sobre património é "entrave sério" a acordo de concertação
Miguel Baltazar
Catarina Almeida Pereira 18 de Outubro de 2016 às 13:52

O Orçamento do Estado está a entrar na discussão sobre o acordo de concertação social.  Há duas semanas, Vieira da Silva desafiou os parceiros a chegar a um entendimento, mas a Confederação do Comércio e Serviços (CCP) diz agora que o novo imposto sobre o património, que afecta estes dois sectores, é "um entrave sério" a um entendimento.

 

"O comércio e os serviços são discriminados no caso do adicional ao IMI. Se persistirem teremos de tirar consequências", afirmou ao Negócios.

 

Há uma semana, Vieira Lopes dizia ao Negócios que contava que não houvesse discriminação entre sectores. "A informação que temos é que não haverá discriminação entre os sectores económicos e que provavelmente não serão taxados os edifícios afectos às actividades económicas", referiu.

 

De acordo com a proposta do Orçamento do Estado para 2017 chamado Adicional ao Imposto Municipal sobre Imóveis apenas deixará de fora os prédios "industriais" e os que estejam licenciados para a actividade turística, desde que estes últimos estejam devidamente declarados.

 

Mas a proposta ainda pode ser alterada na especialidade. Que assim contagia o debate sobre um acordo de concertação social.




A sua opinião7
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Se não queres negociar RUA Há 2 semanas

Arranjem quem queira, força Costa malha bem no lombo desta cambada. Quando se devia ao fisco e se ficava sem a casa (medida do PSD/CDS que atacaram os portugueses) nem piaram estes caabrões.

A MALTA DA PAFAS Há 2 semanas

TEM SAUDADES DO TEMPO EM QUE ARRUINOU A SEGURANÇA SOCIAL, EMPREGANDO 80% DO DINHEIRO PAGO NA COMPRA DE DÍVIDA PÚBLICA- ARRUINARAM A SEG SOCIAL E CULPARAM QUEM DESVONTA, BRINDANDO-LHES COM AUMENTOS BRUTAIS.

TAMBÉM TEM SAUDADES DOS MILHÕES DADOS DE MÃO BEIJADA ÀS ESCOLAS PRIVADAS

SE UM SEM ABRIGO AGUENTAVA Há 2 semanas

ELES NÃO AGUENTAM? AI AGUENTAM, AGUENTAM !

SE UM SEM ABRIGO AGUENTAVA Há 2 semanas

ELES NÃO AGUENTAM? AI AGUENTAM, AGUENTAM !

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub