Economia Volume de negócios no retalho acelera em Julho

Volume de negócios no retalho acelera em Julho

A subida anual de 1% em Julho deve-se principalmente à subida acima de 1% no índice das remunerações. Já os índices de emprego e do número de horas trabalhadas registaram variações de 0,2% e de -0,5%, respectivamente.
Volume de negócios no retalho acelera em Julho
Bloomberg
André Cabrita-Mendes 29 de agosto de 2014 às 12:58

O sector do retalho em Portugal acelerou em Julho face a 2013. O índice de volume de negócios no comércio a retalho registou uma taxa anual de variação de 1% em Julho, depois de registar um recuou de 0,5% em Junho.

 

Segundo dados do INE divulgados esta sexta-feira, 29 de Agosto, o volume subiu principalmente devido à evolução do agrupamento "produtos não alimentares", que passou de uma taxa de variação homóloga de 0,9% em Junho para 2,8% em Julho.

 

Já os "produtos alimentares" apresentaram uma variação homóloga de -1,3% em Julho, um recuo menor que o registado em Junho (-2,3%).

 

Em relação ao índice de emprego, este apresentou em Julho uma variação homóloga de 0,2%, depois de registar 0,1% em Junho. A taxa mensal situou-se em 1,3 em Julho, depois de registar 1,1% em igual período de 2013.

O índice de remunerações registou um aumento anual de 1,2% em Julho.

 

Face ao mês anterior, o índice registou uma variação de -1,4%.

Analisando o volume de trabalho no comércio a retalho, que é avaliado pelo índice de horas trabalhadas, este diminuiu 0,5% em termos anuais. Mensalmente, o índice de horas trabalhadas fixou-se em 1,1% em Julho.




pub