Conjuntura Volume de negócios nos serviços com aumento homólogo de 7,6% em Novembro

Volume de negócios nos serviços com aumento homólogo de 7,6% em Novembro

Os dados divulgados pelo INE mostram que, em Novembro, o índice de volume de negócios no sector dos serviços acelerou a tendência de crescimento verificada nos últimos meses. Índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas também com aumentos homólogos.
Volume de negócios nos serviços com aumento homólogo de 7,6% em Novembro
Miguel Baltazar/Negócios
David Santiago 12 de Janeiro de 2017 às 11:51

O índice de volume de negócios nos serviços, com dados ajustados dos efeitos de calendário e da sazonalidade, registou um aumento de 7,6% em Novembro comparativamente com o período homólogo, acentuando assim o ritmo de crescimento homólogo, naquele que é já o quarto mês consecutivo com variações homólogas positivas. Em Novembro este índice registou uma variação 2,1 pontos percentuais superior à verificada no mês anterior.

 

Por secções, o comércio por grosso, a reparação de veículos automóveis e motociclos e os transportes e armazenagem tiveram os contributos mais importantes para o acelerar homólogo do volume de negócios nos serviços.

 

De acordo com o relatório divulgado esta quinta-feira, 12 de Janeiro, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), no que concerne à evolução mensal, o volume de negócios no sector dos serviços abrandou em Novembro face ao mês anterior. Depois de em Outubro este índice ter crescido 2%, em Novembro abrandou para um crescimento de apenas 0,7%.

 

Também o índice de emprego nos serviços acelerou o ritmo de crescimento homólogo em Novembro, com uma variação positiva de 2,7%, o melhor registo homólogo conseguido em 2016, e que compara com o aumento homólogo de 2,3% obtido em Outubro.

 

Já relativamente variação mensal verificou-se o segundo mês consecutivo com uma evolução negativa. Depois de o emprego nos serviços ter recuado 0,7% em Outubro, aprofundou a quebra para 0,9% em Novembro.


Remunerações e horas trabalhadas também com variações positivas

 

O relatório hoje divulgado pelo INE mostra ainda que o índice de remunerações nos serviços cresceu 3,2% em Novembro de 2016 face a igual período do ano anterior. Esta variação é igual à evolução homóloga já registada em Outubro e compara com os crescimentos homólogos de 2% e 2,2% verificados em Agosto e Setembro, respectivamente.

 

As remunerações nos serviços registaram ainda um crescimento de 17,6% em Novembro comparativamente com o mês de Outubro, variação mensal igual à que havia sido verificada em Novembro de 2015. O forte crescimento mensal obtido em Novembro, que compara com a subida de 1,2% registada em Outubro e com a quebra de 0,6% alcançada em Setembro, explica-se com a atribuição do subsídio de natal.

 

Nota ainda para a variação do índice de horas trabalhadas no sector dos serviços, que em Novembro teve um crescimento homólogo de 1,4%, isto depois da quebra homóloga de 0,1% verificada em Outubro, mês que interrompeu uma série de dois meses seguidos com evoluções homólogas positivas.

 

No que concerne à variação mensal, o número de horas trabalhadas nos serviços em Novembro caiu 0,4% face a Outubro, interrompendo também um ciclo de dois meses seguidos em que haviam sido registadas evoluções positivas das horas trabalhadas.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub