Política Monetária Weidmann diz que BCE deve começar a debater mudança de orientação

Weidmann diz que BCE deve começar a debater mudança de orientação

O presidente do banco central alemão considera que a melhoria de perspectivas relativamente à Zona Euro deve levar o BCE a iniciar uma discussão sobre a sua orientação em termos de políticas monetárias.
Weidmann diz que BCE deve começar a debater mudança de orientação
Bloomberg
Negócios com Bloomberg 01 de junho de 2017 às 07:50

Jens Weidmann considera que as melhores perspectivas económicas na Zona Euro devem levar o Banco Central Europeu (BCE) a começar a discutir uma mudança nas políticas monetárias por forma a reflectir a recuperação verificada no bloco do euro.

 

No entender do presidente do banco central alemão (Bundesbank), que é também apontado como potencial sucessor de Mario Draghi na liderança da autoridade monetária da moeda única, o reforço da recuperação na Zona Euro mostra que a subida da taxa de inflação na região não é apenas "um êxito passageiro".

 

Em declarações feitas durante uma conferência realizada em Constance, Alemanha, Weidmann diz ter chegado o momento de os membros do BCE "começarem a discutir se e quanto será chegado o tempo para ajustar a nossa orientação".

 

Weidmann é de há muito um dos maiores críticos da política expansionista levada a cabo pelo BCE, sendo que estas declarações elevam a tensão do encontro que a instituição tem agendado para a próxima semana, no dia 8 de Junho.

 

Contudo, ainda recentemente Draghi deu a entender que na reunião marcada para Tallinn o conselho de governadores pouco deverá fazer além de reconhecer a melhoria do ambiente económico na área do euro. Na reunião de Abril, o BCE decidiu manter a taxa de juro central da Zona Euro em zero, assim como também as restantes taxas a que empresta ou aceita depósitos dos bancos europeus. O programa mensal de compra de activos também ficou inalterado.

Esta quarta-feira foi divulgado pelo Eurostat que, em Abril, a taxa de inflação na Zoa Euro desceu de 1,9% para 1,4%, afastando-se assim do objectivo definido pelo BCE em torno dos 2%. Weidmann considera que a remoção de estímulos económicos contribuiria para que a inflação acelerasse mais do que o verificado nos últimos anos. 




A sua opinião132
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 29.06.2017

??????? ?????????? ????????? ????? Volvo
????????? ??????????? ?????? ??????? ????????????????? ????????????. ??????, ?? ??? ????? ???????? ???????? ??? ???????? ????? 100 ?.??. – ??????? ?????????? ????????? ?????.
??? ????? ??????? ?????????? ????????? ??????
?????????? ????????? ????? – ???

Anónimo 29.06.2017

?????? ?????? ?? — 60 000 ??????????
?????? ?????? ?? — 60 000 ?????????? (3 ????)
? ???? ?????? ?? ????????? ? ???????, ??????? ????? ????????????? ?????? ?????? ??? ????????? ??????? ?????? ?? ??-3 (60 000 ?????????? ??? 3 ????).
1. ?????? ????? ? ????.
??? ?????????? ??? ????, ?????? ????

Anónimo 01.06.2017

?????? ??????? ????????? ?????? ? ??? ????????????, ??????? ???? ?????????????? ? ?????????? ??? ?????. ????????? ?????? ? ???????? ?????????? ?????? ? ??? ?????????? ?????????! ???? ????? ? ????? ????? ?? ?????? ?????????? ?? ????? ??????? http://forexaw.com/. ??????????????? ? ???!

Anónimo 01.06.2017

Day after day gay photos military talents
http://gay-board.toptorrents.top/?entry-grayson

ver mais comentários
pub