Economia Wikileaks reivindica vitória após Barack Obama comutar pena de Chelsea Manning

Wikileaks reivindica vitória após Barack Obama comutar pena de Chelsea Manning

O Wikileaks reivindicou "vitória", depois de a Casa Branca anunciar que o Presidente cessante dos Estados Unidos comutou a pena de Chelsea Manning, condenada a 35 anos de prisão por passar documentos confidenciais norte-americanos.
Wikileaks reivindica vitória após Barack Obama comutar pena de Chelsea Manning
Reuters
Lusa 17 de janeiro de 2017 às 23:12

"Vitória: Obama comutou a pena de Chelsea Manning de 35 anos para sete. Vai ser libertada a 17 de Maio", escreveu o Wikileaks na rede social Twitter.

 

Chelsea Manning foi condenada em Agosto de 2013 por espionagem e outras ofensas por revelar documentos militar e diplomáticos ao Wikileaks.

 

No início deste mês, o Wikileaks referiu que o seu fundador Julian Assange concordava ser extraditado para os Estados Unidos se Barack Obama perdoasse Chelsea Manning.

 

Julian Assange está refugiado na embaixada do Equador em Londres.




A sua opinião0
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
pub