Educação António Costa: Investimento na educação é "prioridade central" para as próximas décadas

António Costa: Investimento na educação é "prioridade central" para as próximas décadas

O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que é uma obrigação continuar a investir na educação como "prioridade central", sublinhando que "educação não pode ser só paixão, tem de ser uma paixão consumada".
António Costa: Investimento na educação é "prioridade central" para as próximas décadas
Lusa 02 de junho de 2017 às 14:19

António Costa, que discursava depois de visitar a Escola de Ciência Viva (ECV) de Vila Nova da Barquinha, no distrito de Santarém, um projecto pioneiro de promoção da cultura científica dentro da comunidade escolar, direccionado para os alunos do 1º ciclo e aberto à comunidade, destacou a "excelência" do estabelecimento de ensino e defendeu o reforço do papel das autarquias no processo educativo.

 

"Ao longo dia de hoje vou visitar várias empresas, muitas delas que já existem fruto do investimento que foi feito há 40 anos atrás na universalização do ensino, há 30 anos atrás na democratização da ciência, e que já são fruto do muito trabalho feito nas últimas décadas", observou.

 

Por isso, acrescentou, "a maior obrigação que nós temos" é prosseguir nas próximas décadas "o esforço de continuar a investir na educação como prioridade central".

 

"Não pode ser só uma paixão. Tem de ser uma paixão consumada", sublinhou.

 

Depois de conhecer as actividades científicas desenvolvidas na ECV de Vila nova da Barquinha, o primeiro-ministro, visivelmente bem disposto pelo "momento muito inspirador", disse que o investimento que ali está a ser feito "é um investimento estratégico da maior importância" para aquilo que se quer que o país seja daqui a 25 anos, quando as crianças tiverem completado o seu processo educativo e começarem a aplicar o conhecimento adquirido.

 

António Costa deixou ainda uma mensagem "para aqueles que têm muito medo de ver reforçado o papel das autarquias no processo educativo", considerando que "este [ECV] é um excelente exemplo de que as autarquias não fazem mal" ao projecto educativo.

 

"Porque combinar a proximidade da autarquia, o entrelaçar da autarquia com a comunidade escolar e a autonomia pedagógica da escola mais a flexibilidade da gestão dos currículos é um casamento muito feliz e a melhor prova é o fruto deste casamento que é esta escola", referiu.

 

A ECV tem 225 alunos do 1º ciclo e as suas infra-estruturas representaram, em 2013 ,um investimento de cerca de quatro milhões de euros no estímulo ao gosto pela ciência na população mais jovem, num parceria com a autarquia, comunidade educativa local e Universidade de Aveiro

 




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Temos Parque Escolar 02.06.2017

C' um carago 2011 a chegar outra vez, já sei o resultado desta paixão consumada.
É festa do tetra da bancarrota... Mas será que os tugas não aprendem?
É verdade os tugas não deram a vitória ao balofo do costa,
Usurpou o lugar de Pm... esta nulidade completamente acéfala...

Conselheiro de Trump 02.06.2017

Sera q o pais nao tem mais nenhum ERNANI LOPES para arrumar com este d.branca?Vamos estar condenados por mais tempo com 1 primata q nem portugues e.Dizia ainda ontem o selfie refugado:portug e 1 pais pacifico,sera q e mesmo assim,e por quanto tempo mais?Arrastamos 1 balao enorme:nunca mais arrebenta

g 02.06.2017

o tikes de macaco já enjoa até a raiz dos cabelos.não percebo nem entendo como é possível a comunicação social dar tanta importancia ao maior golpista que apareceu na cena política portuguesa que pelos vistos nem portuga é!primeiro foi o golpe A.Seguro k ganhou as autarquicas e europeias e P.Coelho!

Mr.Tuga 02.06.2017

Ui......

Onde, quando e de quem já ouvimos este discuros....

ver mais comentários