Educação Curriculum do novo presidente do Taguspark

Curriculum do novo presidente do Taguspark

Nuno Crato é professor catedrático de Matemática e Estatística no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa, pró-reitor para a Cultura Científica da Universidade Técnica de Lisboa, presidente e coordenador científico do Centro FCT Cemapre, presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) e membro dos corpos gerentes do Fórum Internacional de Investigadores Portugueses (FIIP).
Negócios 08 de Junho de 2010 às 12:30
Nuno Crato é professor catedrático de Matemática e Estatística no Instituto Superior de Economia e Gestão, em Lisboa, pró-reitor para a Cultura Científica da Universidade Técnica de Lisboa, presidente e coordenador científico do Centro FCT Cemapre, presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM) e membro dos corpos gerentes do Fórum Internacional de Investigadores Portugueses (FIIP).

Estudou na Faculdade de Ciências de Lisboa e licenciou-se em Economia no ISEG. Doutorou-se em Matemática Aplicada nos Estados Unidos e trabalhou depois nesse país muitos anos, como investigador e professor universitário. O seu trabalho de investigação incide sobre processos estocásticos e séries temporais com aplicações várias, nomeadamente computacionais, climatéricas e financeiras.

É membro de várias sociedades científicas internacionais, nomeadamente da American Statistical Association e do International Institute of Forecasters. Foi Presidente do International Symposium on Forecasting em 2000. Tem trabalhos de investigação publicados em diversas revistas internacionais da especialidade, nomeadamente Statistical Papers, Comp. & Operations Research, Communications in Statistics, J. of Econometrics, J. of Automated Reasoning e J. of Forecasting.

Em paralelo com o seu trabalho académico, está empenhado na divulgação científica. Colabora regularmente na imprensa, principalmente no semanário Expresso onde mantém desde 1996 uma coluna semanal de divulgação científica, e tem colaborado com vários programas de televisão, nomeadamente o 4xCiência, o 2010 e o ABCiência, e de rádio, nomeadamente o 3 minutos de ciência na Rádio Europa.

É autor de Zodíaco: Constelações e Mitos (Gradiva, 2001), Passeio Aleatório (Gradiva, 2007) e Matemática das Coisas (SPM/Gradiva, 2008); é co-autor de Eclipses (Gradiva, 1999), Trânsitos de Vénus (Gradiva, 2004), A Espiral Dourada (Gradiva, 2006), de Relógios de Sol (CTT, 2007) e outras obras de divulgação.

A Sociedade Europeia de Matemática atribuiu-lhe em 2003 o Primeiro Prémio do concurso Public Awareness of Mathematics pelo seu trabalho de divulgação. A Comissão Europeia galardoou-o em 2008 com um European Science Award, ficando em segundo lugar na categoria de Science Communicator of the Year.

Preocupado com o ensino, publicou O Eduquês em Discurso Directo: Uma Crítica da Pedagogia Romântica e Construtivista (Gradiva, 2006), coordenou Desastre no Ensino da Matemática: Como Recuperar o Tempo Perdido (SPM/Gradiva, 2006), organizou a colectânea Ser Professor, de textos de Rómulo de Carvalho (Gradiva, 2006), e coordenou a conferência internacional Gulbenkian de educação de 2008, Matemática e Ensino: Questões e Soluções.

Em 10 de Junho de 2008 foi agraciado com o grau de comendador da Ordem do Infante D. Henrique.

Nota: Informação disponível no site do ISEG




A sua opinião5
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
cadavezmaislixadosepobres 08.06.2010

nsx 08.06.2010

Então este homem foi galardoado com prémios da Comissão Europeia e publicou uma série de trabalhos em revistas internacionais, já para não falar no papel activo no ensino em Portugal fazendo parte de instituições como presidente da Sociedade Portuguesa de Matemática (SPM), que se bem me lembro ainda recentemente se indignou contra o facilitismo do nosso ensino em Portugal. Já para não falar em todas as obras que publicou sobre os erros do ensino em Portugal! Queria o que o homem fizesse mais ainda? Acha fácil conseguir fazer trabalhos de investigação que são aceites nas revistas internacionais? Quantos portugueses temos que publicam regularmente em revistas internacionais? Faz alguma ideia? São tão poucos que quase se contam pelos dedos meu caro! Que mais quer que o homem faça, que destitua o Sócrates do governo??? Que dissolva a Assembleia? Não creio que terá poderes para tal não acha??? Dentro dos poderes limitados que tem, este Senhor fez muita obra para o nosso País. Já agora o Senhor anda para aí a cuspir aos sete vento, mas diga-me lá que grande obra fez o Senhor pelo nosso País??? Estou a morrer de curiosidade para saber qual foi o seu grande contributo para este País à beira mal plantado!!! Enxergue-se sim!!!

nfransa 08.06.2010

Escreveu livros, foi ou é presidente de organizações mais ou menos obscuras (perdoem-me a ignorância). Mas e trabalho??! Obra feita que possa apresentar com resultados pálpáveis? Muitos papers dá para ver que escreveu. E obra palpável? Estará agora a ser silenciado ou recompensado? É que o seu recente protagonismo no grupo do plano inclinado não vai ficar esquecido. E afinal o que é isto do Taguspark? Alguém é capaz de explicar o que faz? O que produz? Na minha ignorância apenas vejo distribuição de tacho. Desculpem. Peço ajuda. Alguém me pode informar e ajudar a mudar de opinião? Ai Portugal Portugal pq me fazes tão triste?

Sr.Tuga 08.06.2010

ver mais comentários
pub