Educação Ensino Superior: Informática regista a maior subida no número de vagas

Ensino Superior: Informática regista a maior subida no número de vagas

Os cursos de Saúde, Engenharias e Ciências Empresariais são os que têm maior número de vagas no concurso nacional de acesso ao ensino superior, mas é Informática que regista a maior subida, com mais 164 vagas face a 2016-2017.
Ensino Superior: Informática regista a maior subida no número de vagas
Kiyoshi Ota/Bloomberg
Lusa 19 de julho de 2017 às 00:31

De acordo com os dados disponibilizados pela Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES), Saúde tem 6.737 vagas disponíveis este ano para candidatos ao ensino superior, mais do que as 6.716 registadas no ano anterior.

 

Engenharias e Técnicas Afins regista o maior número de vagas por área de estudo (9.063), o que representa menos 20 vagas do que no ano anterior. Seguem-se as ciências Empresariais com 7.598 lugares contra os 7.557 de 2016-2017.

 

Numa lista marcada por alterações no número de vagas por área de estudo na ordem das dezenas, Informática sobressai pelo acréscimo de 164 vagas em relação às levadas a concurso no ano anterior.

 

Numa análise por instituição pública de ensino superior, a estabilidade no número de vagas é a nota dominante, com duas excepções: o politécnico de Bragança que ganha quase 100 lugares enquanto o politécnico de Santarém perde quase 50.

 

O número de vagas no ensino superior aumenta este ano pelo segundo ano consecutivo, mas de forma residual, com um crescimento de 150 lugares que coloca oferta nas 50.838 vagas nas universidades e politécnicos públicos.

 

Há 42.128 vagas para 952 licenciaturas, 8.547 vagas para 103 mestrados integrados e 163 vagas para sete cursos preparatórios de mestrado integrado.

 

As candidaturas à 1.ª fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior arrancam hoje e decorrem até 08 de agosto, e devem ser submetidas 'online', no portal da DGES (http://www.dges.gov.pt), devendo os candidatos usar o cartão de cidadão para autenticação.

 

Os resultados da 1.ª fase são divulgados no dia 11 de Setembro, no portal da DGES, e seguem-se depois as 2.ª e 3.ª fases do concurso nacional de acesso.




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas

Pobres coitados. Não fazem ideia em que se estão a meter. Poder tirar o curso, mas no final irão para o estrangeiro (o que não tem nada de errado).
Portugal está saturado, e quem quer que diga o contrario (consultoras e empresas de rh) está a mentir. Quantos mais houver, menos terão que pagar.

pub