Educação FNE e Fenprof confirmam greve de professores para 21 de Junho

FNE e Fenprof confirmam greve de professores para 21 de Junho

Entre as decisões reivindicadas pela FNE está a garantia de que o descongelamento de carreiras chegue a todos os professores "de forma clara e efectiva" em Janeiro de 2018.
FNE e Fenprof confirmam greve de professores para 21 de Junho
Correio da Manhã
Negócios com Lusa 06 de junho de 2017 às 17:40
A FNE e a Fenprof confirmaram esta terça-feira, 6 de Junho, a entrega dos pré-avisos de greve para o dia 21 de Junho, época de exames.

A FNE disse esperar uma grande adesão por parte dos professores, face à "insuficiência de respostas" do Governo às reivindicações que apresentou.

"A greve é inevitável, a menos que da parte do Ministério da Educação exista, entretanto, a disponibilidade para que num compromisso escrito se definam de forma clara, nem que seja para negociação futura, algumas decisões", disse à agência Lusa o secretário-geral da FNE, João Dias da Silva.

Entre as decisões reivindicadas pela FNE está a garantia de que o descongelamento de carreiras chegue a todos os professores "de forma clara e efectiva" em Janeiro de 2018.

Minutos depois, o presidente da Federação Nacional dos Professores, Fenprof, Mário Nogueira, anunciava também o envio do pré-aviso de greve para dia 21 para o Ministério da Educação.

O sindicalista referiu no entanto que uma outra greve, que estava marcada para o ensino artístico especializado a partir desta quarta-feira, 7 de Junho, foi levantada por se ter conseguido chegar a acordo com o ministério da 5 de Outubro, o que, diz, manifesta a "abertura para a resolução de problemas" por parte da Fenprof.

(Notícia em actualização)



A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 06.06.2017

Nào devem acabar com o ensino privado e o Estado deve dar-lhe o total apoio. O ensino público está destruído pelos indivíduos sem visão.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub