Educação Pais não serão obrigados a pagar por manuais escolares riscados ou pintados  

Pais não serão obrigados a pagar por manuais escolares riscados ou pintados  

Governo admite que este ano a reutilização dos manuais será reduzida, mas adianta que está a repensar a sua concepção, por forma a que possam ser usados por outros alunos, escreve o Público. Em 2017 todos os alunos do 1º ciclo terão manuais gratuitos.
Pais não serão obrigados a pagar por manuais escolares riscados ou pintados  
Correio da Manhã
Negócios 04 de Novembro de 2016 às 09:48

Numa nota enviada às escolas, o Ministério da Educação informa que os manuais escolares que em Outubro foram entregues de forma gratuita aos alunos do 1º ano não terão de ser pagos pelos pais se no final do ano se apresentarem pintados ou escritos à mão, escreve o Público na sua edição desta sexta-feira, 4 de Novembro.

 

Isso significa, também, que os livros dificilmente poderão ser reutilizados por outros alunos no próximo ano. Na maioria das páginas há exercícios para as crianças fazerem, em que terão de escrever e, ainda que o façam a lápis, apagar seria uma tarefa complicada. Há também autocolantes e desenhos para pintar em que apagar será mesmo impossível.

 

No início do ano os pais assinaram um documento em que se comprometiam a devolver os livros, no final do ano, em boas condições. O Ministério da Educação explica agora, citado pelo Público, que "o que está em causa é a promoção de uma cultura de responsabilização relativamente ao manual". E, também, que está a avaliar a própria concepção dos manuais, por forma a que os mesmos possam mesmo vir a ser reutilizados.

 

Com os actuais livros, cheios de espaços para preencher, pintar ou colocar autocolantes, isso será impossível, reconhece a Direcção-geral dos Estabelecimentos Escolares. E, por isso, não deve ser considerado "em mau estado um manual utilizado" nestas condições, refere a nota citada pelo Público, respondendo assim a preocupações de pais e professores manifestadas desde o início do ano.

 

Em entrevista ao Negócios no arranque deste não lectivo, a secretária de Estado Adjunta e da Educação, Alexandra Leitão admitia que o Governo estava ainda a estudar as formas de reutilização dos manuais. E afirmava já que a devolução "é uma questão de princípio" e "se não forem todos reutilizados no primeiro ano, isso não é o mais importante".

Este ano apenas os alunos do 1º ano receberam manuais gratuitos, mas a ideia é que em 2017 a gratuitidade se estenda aos alunos dos quatro anos do 1º ciclo. A medida custará mais de dez milhões de euros. 




A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 4 semanas


SÓ METADE

Os descontos efetuados pelos FP só permitem pagar metade do valor das pensões.

O resto vem dos impostos pagos por todos os portugueses (ou seja, NÃO é propriedade do pensionista)!

É ROUBADO pelo pensionista.

comentários mais recentes
Anónimo Há 4 semanas

Um governo de ladrões

COSTA LADRÃO, em ação

PS rouba famílias com filhos, que ganham mais de... 900€.

Famílias com filhos estão a pagar mais IRS em 2016 (veja as tabelas de IRS).

Anónimo Há 4 semanas


SÓ METADE

Os descontos efetuados pelos FP só permitem pagar metade do valor das pensões.

O resto vem dos impostos pagos por todos os portugueses (ou seja, NÃO é propriedade do pensionista)!

É ROUBADO pelo pensionista.

Resposta de jonyka Anónimo Há 4 semanas

XUPA-ME O OSSO BUKO.

pub