Função Pública Professores com 20 anos de serviço vão ser integrados nos quadros  

Professores com 20 anos de serviço vão ser integrados nos quadros  

O Ministério da Educação (ME) propôs hoje aos sindicatos uma vinculação extraordinária para os professores com 20 anos de serviço e a manutenção da norma-travão, mas com alterações, adiantaram os sindicatos que hoje se reuniram com a tutela.
Professores com 20 anos de serviço vão ser integrados nos quadros  
Bruno Simão/Negócios
Lusa 30 de Novembro de 2016 às 17:21

"Consideramos o tempo excessivo. É um hiato muito grande", disse à Lusa a presidente do Sindicato Independente dos Professores e Educadores (SIPE), Júlia Azevedo, que recordou uma recomendação aprovada por todos os partidos na Assembleia da República há alguns anos para que se procedesse à vinculação extraordinária de todos os docentes com 10 anos de serviço.

 

Os sindicatos começaram hoje a ronda negocial com o ME para rever o regime de concurso de colocação de professores.

 

O Ministério da Educação (ME) propôs ainda manter, mas com alterações, a norma-travão criada pela tutela do ex-ministro Nuno Crato, que previa a vinculação de todos os professores ao fim de cinco contratos anuais, completos e sucessivos.

 

Segundo o SIPE, o ME propõe que a vinculação se passe a aplicar ao fim de quatro anos, e não os atuais cinco.

 

Em comunicado, o Sindicato Nacional dos Professores Licenciados (SNPL) contestou esta proposta: "O SNPL não concorda e defende que esta situação deve ser transitória por um ano, aplicando-se depois a lei geral (3 anos)".

 

"Estávamos com esperança que a norma-travão desaparecesse do diploma de concursos pelas desigualdades que cria", disse, por seu lado, Júlia Azevedo.

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo Há 5 dias

Sera que vale a penas:mais meia duzia e os armenios atira-os para a reforma.As salas de aulas nao podem ficar as moscas:se nao se encherem de alunos,enchem-se de professores.O privado portugues e ROBUSTO,aguenta com a TRALHA toda.

pub
pub
pub
pub