Educação Protesto de professores marca final da cerimónia do 5 de Outubro

Protesto de professores marca final da cerimónia do 5 de Outubro

Um grupo de professores, descontente com o concurso de colocação, manifestou-se no fim da cerimónia do 5 de Outubro, depois de Marcelo terminar o seu discurso. Governo está reunido com uma delegação de docentes.
Protesto de professores marca final da cerimónia do 5 de Outubro
Miguel Baltazar
Negócios com Lusa 05 de outubro de 2017 às 12:50
Um grupo de professores manifestou-se esta quinta-feira no final da cerimónia do 5 de Outubro, em Lisboa, contra o concurso de colocação de docentes. Segundo a RTP um grupo de manifestantes está reunido dentro do edifício da câmara municipal de Lisboa, à porta do qual decorreu a cerimónia, com a secretária de Estado da Educação, Alexandra Leitão. 

Segundo a Lusa, eram dezenas os professores que se manifestaram junto às cerimónias comemorativas do 5 de Outubro em Lisboa, gritando "justiça" e "colocação administrativa, já". 

Vestidos de branco, alguns empunhando cravos brancos, os manifestantes exibiam uma faixa em que se lia "colocação administrativa, já" e gritavam "justiça", "respeito", "concurso ilegal", "somos mais de cem" e "Marcelo, amigo, queremos falar contigo".

O primeiro-ministro que assistiu às comemorações foi questionado no fim pelos jornalistas sobre o protesto dos manifestantes. Costa desvalorizou o protesto e destacou que "ninguém está colocado numa escola para a qual não tenha concorrido". Além disso, indicou que no próximo ano lectivo os professores descontentes terão oportunidade de corrigir a situação.

Tiago Brandão Rodrigues não quis falar aos jornalistas, mas a secretária de Estado da Educação, Alexandra Leitão, estará reunida com uma delegação dos professores dentro da câmara. 

Esta quinta-feira assinala-se também o dia do professor.  




pub