Taxa de desemprego sobe para 17,6% e já supera previsões para 2013
01 Março 2013, 10:06 por Nuno Carregueiro | nc@negocios.pt
Enviar por email
Reportar erro
Dados do Eurostat colocam a taxa de desemprego de Janeiro nos 17,6%, o que representa um novo recorde. Os números dos meses anteriores foram revistos em forte alta. Na Zona euro a taxa de desemprego também atingiu um novo máximo.

A taxa de desemprego em Portugal agravou-se para 17,6% em Janeiro deste ano, mais três décimas do que o registado no último mês de 2012, de acordo com os dados hoje divulgados pelo Eurostat.

 

Os números hoje divulgados representam uma forte revisão em alta face aos relatórios anteriores, já que o gabinete de estatísticas da União Europeia incorporou os últimos dados do INE, que apontam para uma taxa de desemprego de 16,9% no quarto trimestre de 2012.

Assim, a taxa de desemprego de Dezembro foi revista em alta de 16,5% para 17,3% e a de Novembro de 16,3% para 17%.

 

Os números hoje divulgados pelo Eurostat mostram que o desemprego em Portugal, entre Janeiro de 2012 e Janeiro deste ano deu um salto de 2,9 pontos percentuais.

 

A taxa de desemprego entre os jovens com menos de 25 anos agravou-se 38,3% para 38,6%. Entre as mulheres é de 17,7% e entre os homens de 17,5%.

 

Esta forte subida da taxa de desemprego ameaça deixar desactualizadas as previsões efectuadas para este ano. A mais recente é da Comissão Europeia e já se encontra ultrapassada.

 

Bruxelas antecipa que a taxa de desempego em Portugal vai subir para 17,3% este ano, mas segundo os dados hoje revelados pelo Eurostat, esse valor já foi atingido em Dezembro do ano passado. E em Janeiro já se encontra três décimas acima da estimativa para todo o ano.

 

Recorde na Zona Euro

 

No resto da Europa a tendência também aponta para um forte agravamento do desemprego, numa altura em que a região está a ser penalizada por uma recessão.

 

Os dados do Eurostat mostram que a taxa de desemprego na Zona Euro subiu uma décima em Janeiro, para 11,9%, o valor mais elevado desde que estes dados são recolhidos pelo gabinete de estatísticas da Comissão Europeia. Os economistas contavam com uma taxa de 11,8%.

Portugal surge com a terceira taxa de desemprego mais elevada entre os países do euro. Em Espanha a taxa de desemprego subiu uma décima para 26,2% e na Grécia, no mês de Novembro, situava-se em 27%.

 

Depois de ter registado uma contracção de 0,6% nos últimos três meses do ano passado, o PIB da Zona Euro terá continuado em queda no primeiro trimestre de 2013, de acordo com as perspectivas dos economistas inquiridos pela Bloomberg.

 

As previsões da Comissão Europeia apontam para uma taxa de desemprego de 12,2% este ano.  

 

(notícia actualizada às 10h40 com mais informação e novo título)

Enviar por email
Reportar erro
pesquisaPor tags:
alertasPor palavra-chave: