Europa Berlusconi fora do jogo. Cinco Estrelas e Liga a caminho de uma coligação

Berlusconi fora do jogo. Cinco Estrelas e Liga a caminho de uma coligação

Berlusconi deixou de ser um obstáculo à coligação entre o Movimento Cinco Estrelas e a Liga. Itália mais perto de um Governo após as eleições de 4 de Março.
Berlusconi fora do jogo. Cinco Estrelas e Liga a caminho de uma coligação
Negócios com Bloomberg 10 de maio de 2018 às 07:54
Silvio Berlusconi cedeu. Depois de semanas de avanços e recuos, é agora mais provável que a Liga e o Cinco Estrelas se unam num Governo em Itália. A Força Itália, partido do ex-primeiro-ministro italiano que está coligado com a Liga, não irá se opor à coligação, mas também não a vai apoiar no Parlamento.

Esta quarta-feira ficou marcada pela concessão do presidente italiano, Sergio Mattarella, que deu mais 24 horas aos partidos capazes de desbloquear o impasse político do país para formar Governo. Horas depois, o desbloqueador acabou por ser Silvio Berlusconi, o aliado da Liga que tem sido um obstáculo para o avançar das negociações.

Berlusconi anunciou que não iria vetar um Governo de coligação entre os dois partidos, referindo que não apoiará a solução no Parlamento, mas continuará a coligar-se com a Liga localmente. "Não seremos certamente nós quem vai impor um veto", garantiu.

Assim, não fará parte do eventual Governo, uma linha vermelha para o Movimento Cinco Estrelas que liga o nome do ex-primeiro-ministro à corrupção em Itália. Nove semanas depois das eleições, parece estar perto uma solução governativa entre o partido anti-sistema Movimento Cinco Estrelas e o partido de extrema direita Liga.

Esta quinta-feira deverá ser decisiva uma vez que termina o prazo dado por Mattarella. A concretizar-se, este acordo deverá deixar de lado a solução temporária de um "Governo neutral" sugerida pelo presidente italiano assim como a possibilidade defendida por ambos os partidos de se antecipar as eleições para Julho.

O líder da Liga, Matteo Salvini, deverá ficar como ministro do Interior e o líder do Movimento Cinco Estrelas, Luigi Di Maio, poderá ser o ministro dos Negócios Estrangeiros, de acordo com informação avançada pelo jornal italiano Corriere della Sera esta quinta-feira.



pub