Europa Economia alemã terá abrandado no arranque de 2017

Economia alemã terá abrandado no arranque de 2017

A confiança dos empresários alemães desceu inesperadamente em Janeiro, devido aos crescentes sinais de incerteza a nível doméstico e global.
Economia alemã terá abrandado no arranque de 2017
Reuters
Negócios com Bloomberg 25 de janeiro de 2017 às 10:44

O índice de confiança dos empresários alemães desceu inesperadamente em Janeiro, face ao máximo de quase três anos fixado no mês anterior, indiciando que a maior economia europeia terá abrandado no arranque de 2017.

 

O indicador recuou para 109,8, face aos 111 de Dezembro, contrariando as expectativas dos economistas que apontavam para um aumento para 111,3.

 

De acordo com a Bloomberg, esta queda poderá sinalizar um abrandamento na economia alemã no arranque do ano, devido aos receios dos empresários com o ambiente de incerteza política. Em Setembro de 2017 a Alemanha terá eleições legislativas, sendo grande a incerteza sobre se Angela Merkel vai conseguir a reeleição, uma vez que os partidos populistas estão a ganhar terreno nas sondagens.

 

Além da situação doméstica, as negociações para o Brexit e as medidas do novo presidente dos Estados Unidos também contribuem para o aumento do clima de incerteza na economia mundial.

 

"A fraqueza na indústria é especialmente reveladora, o que provavelmente está relacionado com os receios com Trump por parte das empresas exportadoras", refere à Bloomberg Andreas Rees, economista do UniCredit Bank.  




Saber mais e Alertas
pub