Europa Quatro portugueses distinguidos por Bruxelas recebem 150 mil euros

Quatro portugueses distinguidos por Bruxelas recebem 150 mil euros

Quatro cientistas bolseiros portugueses foram distinguidos por Bruxelas no âmbito das investigações que estão a fazer. Cada um recebeu 150 mil euros.
Quatro portugueses distinguidos por Bruxelas recebem 150 mil euros
Bloomberg
Negócios 10 de setembro de 2018 às 07:54

Bruxelas distinguiu cientistas de 16 país e um total de 50 bolseiros. Quatro projectos de portugueses mereceram a distinção e vão receber o valor máximo de 150 mil euros.

 

"O Conselho Europeu de Investigação (ERC) atribuiu um financiamento complementar a 50 dos seus bolseiros, dos quais quatro são de nacionalidade portuguesa, ao abrigo das subvenções de Prova de Conceito com o objectivo de explorar o potencial comercial ou social dos resultados da investigação de fronteira financiada pelo ERC", pode ler-se no comunicado enviado para as redacções.

 

São assim quatro os bolseiros portugueses que receberam esta distinção, recebendo, cada um, 150 mil euros.

Os bolseiros distinguidos:

Projecto: CAPSEL – Integração de películas finas capacitadoras, termoelétricas e fotovoltaicas para conversão e armazenamento eficiente de energia
Investigadora: Isabel Maria Mercês Ferreira
Instituição de acolhimento: Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa

Projecto: WEAR – Bases neurais de arrancamento em subcircuitos de gânglios basais
Investigador: Rui Manuel Marques Fernandes da Costa
Instituição de acolhimento: Fundação Champalimaud

Projecto: VeCare – Princípios de mapeamento vascular orientados por polaridade axial
Investigador: Cláudio Franco
Instituição de acolhimento: Instituto de Medicina Molecular

 

Projecto: Inanovac4cancer – Nanovetores de silicone poroso multiestados e multifuncionais para teragnósticos direcionados
Investigador: Hélder Almeida Santos
Instituição de acolhimento: Universidade de Helsínquia

"As subvenções de Prova de Conceito (PoC), com um montante máximo de 150 000 euros cada, podem ser utilizadas, por exemplo, para explorar oportunidades de negócio, preparar pedidos de patentes ou verificar a viabilidade prática dos conceitos científicos. Uma análise recente mostra que o financiamento tem ajudado também os cientistas financiados pelo ERC a criar novas empresas e a atrair capital para tornar os seus trabalhos de investigação comercializáveis", explica Bruxelas.

"Desde 2011, mais de 800 beneficiários receberam financiamento para PoC, podendo candidatar-se todos os anos numa das três fases do concurso. O anúncio de hoje refere-se à segunda fase de 2018 para a qual o ERC avaliou 130 candidaturas. O orçamento para todas as fases do concurso de 2018 é de 20 milhões de euros", adianta a mesma fonte.

 

A Comissão Europeia aconselha ainda que os interessados e potenciais candidatos a este tipo de subvenções que o façam até 11 de Setembro, disponibilizando as informações necessárias para tal.




pub