União Europeia François Hollande admite suspensão de um país da UE caso extrema-direita tome o poder

François Hollande admite suspensão de um país da UE caso extrema-direita tome o poder

O Presidente francês, François Hollande, declarou que caso "um partido de extrema-direita tome o poder" num país da União Europeia (UE) "existem procedimentos que serão aplicados" e que no limite podem implicar a suspensão desse Estado-membro. 
François Hollande admite suspensão de um país da UE caso extrema-direita tome o poder
Reuters
Lusa 19 de fevereiro de 2016 às 20:16

"Se um partido de extrema-direita tomar o poder, e isso é talvez possível na Europa de hoje tal como está, então haverá procedimentos que serão aplicados", declarou o chefe de Estado à rádio France Inter, quando questionado sobre a situação política na Hungria e na Polónia. 

 

O Presidente francês acrescentou que nem a Hungria nem a Polónia "ainda não se encontram sob este procedimento", mesmo "se existem controlos que podem ser feitos, nomeadamente neste momento na Polónia".

 

"Podemos suspender o direito de um país permanecer na União Europeia", recordou. "A Europa tem meios jurídicos, pelos artigos previstos nos tratados, de impedir um país de contrariar os princípios democráticos", disse.

 

Segundo Hollande, "quando existem ataques às liberdades dos 'media', isso acontece, quando há atentados às Constituições, aos direitos humanos, a Europa não deve ser apenas uma corda de salvação".

 

"[A Europa] deve instituir procedimentos para suspender, eventualmente pode ir até aí", insistiu, apesar de sublinhar que "nunca foi feito". 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado objectivo 19.02.2016

E se for de extrema esquerda, já pode?
Ser de esquerda é melhor que ser de direita?
Voltamos ao racismo, desta vez entre esquerda e direita?
Tenham juízo, pois o povo é soberano no seu voto.

comentários mais recentes
CENSURA 20.02.2016

Mas é evidente. A existencia da UE assenta na democracia, na liberdade. Se há um país que prescinde da liberdade, esse país não deve permanecer na UE. Os povos de leste parece gostarem muito de terem uma pata em cima deles. Pois que vivam como gostam.

Anónimo 19.02.2016

Que mais teria de fazer a Grecia para ser escorracada da EU?Mas como aqui quem manda e a Alemanha,ela entendeu que iria dar mais uma oportunidade a Grecia,e eles la vao continuando se bem com mais educacao.Holland,holland,Cao que ladra nao morde.

objectivo 19.02.2016

E se for de extrema esquerda, já pode?
Ser de esquerda é melhor que ser de direita?
Voltamos ao racismo, desta vez entre esquerda e direita?
Tenham juízo, pois o povo é soberano no seu voto.

pub