Zona Euro Crescimento da Alemanha acelera e supera estimativas

Crescimento da Alemanha acelera e supera estimativas

O PIB alemão cresceu 1,9% no ano passado, o que representa uma aceleração do ritmo face ao ano anterior, e supera as estimativas. O consumo das famílias e o investimento público justificam a evolução.
Crescimento da Alemanha acelera e supera estimativas
Sara Antunes 12 de janeiro de 2017 às 09:24

O produto interno bruto (PIB) da Alemanha cresceu 1,9% no ano passado, revelou esta quinta-feira, 12 de Janeiro, o instituto de estatísticas do país, citado pela Bloomberg. 

Este valor representa um acelerar do ritmo de crescimento, já que, em 2015, a economia tinha crescido 1,7%.

A expansão da economia alemã em 2016 superou as estimativas dos economistas consultados pela agência de informação americana que apontavam para um crescimento médio de 1,8%.

Os dados revelam ainda que a Alemanha terminou o ano passado com um excedente orçamental de 0,6% do PIB.

A contribuir para a evolução da economia esteve o consumo das famílias, que cresceu 2%, num período marcado por juros baixos e uma redução do desemprego no país. Já o investimento público aumentou 4,2%. 

As exportações alemãs aumentaram 2,5% enquanto as importações cresceram 3,4%, no período em análise.





A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
pertinaz 12.01.2017

POIS... SÓ OS ALEMÃES É QUE ESTÃO ENGANADOS

PORTUGUESES E GREGOS É QUE ESTÃO CERTOS

NEM SEQUER O EXCEDENTE COMERCIAL É TEMA DE CONVERSA...

...PUDERA !

Elementar 12.01.2017

Nada é referido quanto ao excedente comercial. Porquê?

pub