Zona Euro Marcelo pede à Europa que reconheça esforço feito por Portugal nos últimos anos

Marcelo pede à Europa que reconheça esforço feito por Portugal nos últimos anos

O Presidente da República defende que o "esforço" protagonizado pelos portugueses "deve estar na mente dos decisores europeus quando se debruçarem sobre esta matéria".  
Marcelo pede à Europa que reconheça esforço feito por Portugal nos últimos anos
Diogo Cavaleiro 17 de maio de 2016 às 11:04

O Presidente da República espera que a Comissão Europeia reconheça o papel feito por Portugal nos últimos anos, não castigando o país por não cumprir a redução de défice que estava prometida.


"Que isso não possa ser considerado como um menor reconhecimento do esforço feito pelo Governo em funções no ano anterior e dos portugueses como um todo", indicou Marcelo Rebelo de Sousa na conferência sobre banca organizada pela Associação Portuguesa de Bancos e pela TVI esta terça-feira, 19 de Maio.


Marcelo Rebelo de Sousa indica que esse esforço "deve estar na mente dos decisores europeus quando se debruçarem sobre esta matéria".


Esta quarta-feira, o colégio de comissários europeus deverá tomar decisões sobre as recomendações específicas aos 28 Estados-membros da União Europeia no que diz respeito ao cumprimento de regras comunitárias (nomeadamente da redução do défice orçamental que ficou acima de 3%, mesmo descontado de um "determinado" banco, o Banif, que necessitou, no final do ano, de uma injecção de 2.255 milhões de euros estatais).  


O primeiro-ministro António Costa já ressalvou que vai tentar combater eventuais sanções a serem impostas a Portugal. O antigo Executivo, pela voz de Passos Coelho e Maria Luís Albuquerque, também pediu para não serem castigados, defendendo o esforço de consolidação orçamental que foi feito nos anos da troika.




Saber mais e Alertas
pub