Finanças Públicas António Costa reitera objectivo de redução da dívida pública

António Costa reitera objectivo de redução da dívida pública

O primeiro-ministro reiterou hoje o objectivo de prosseguir a trajectória de redução da dívida, sublinhando que a evolução é medida anualmente e não "pela conjuntura do mês", em reacção ao novo máximo apontado pelo Banco de Portugal.
António Costa reitera objectivo de redução da dívida pública
Lusa
Lusa 03 de julho de 2018 às 07:57

"O nosso objectivo é aquele que temos mantido, manter uma redução do défice, manter um saldo primário positivo e continuar a trajectória de redução da dívida, como consta do Orçamento e como consta do Programa de Estabilidade", afirmou António Costa aos jornalistas durante uma conferência de imprensa conjunta com o presidente do Governo espanhol, Pedro Sánchez.

 

O Banco de Portugal revelou ontem que dívida pública, na óptica de Maastricht, calculada de acordo com a definição utilizada no Procedimento dos Défices Excessivos, atingiu em Maio um novo máximo em termos brutos, de 250,3 mil milhões de euros.

 

Confrontado com este dado, o primeiro-ministro respondeu que "a trajectória da dívida é conhecida" e que este ano será reduzida "pelo segundo ano consecutivo".

 

"A evolução da dívida mede-se anualmente e não pela conjuntura do mês, porque as operações são diversas ao longo de todo o ano", sublinhou.

 

O Boletim Estatístico do Banco de Portugal (BdP) divulgado hoje revela que, face aos empréstimos de Abril, a dívida reflecte um aumento de 0,3 mil milhões, incluindo os passivos nos instrumentos de numerário e depósitos, títulos de dívida e empréstimos.

 

Nesse documento, o BdP destaca a diminuição dos activos em depósitos das administrações públicas em 1,1 mil milhões de euros e o acréscimo de 1,4 mil milhões de euros da dívida pública líquida de depósitos em relação ao mês anterior, totalizando 226,3 mil milhões de euros.

 

O máximo de 250.313 milhões de euros, registado em maio, bateu o máximo de 250.296 milhões de euros de dívida pública registado em agosto do ano passado.

 

António Costa recebeu esta tarde, em Lisboa, o seu homólogo espanhol, num encontro nas instalações provisorias do gabinete do primeiro-ministro no Terreiro do Paço que durou quase duas horas.

 

O périplo pela Europa do novo chefe do Governo espanhol começou em Paris, num encontro com o Presidente Emmanuel Macron, a que se seguiu, na passada terça-feira, uma ida a Berlim, onde esteve com a chanceler alemã, Angela Merkel, e a Bruxelas, para o Conselho Europeu de quinta e sexta-feira.

 




pub