Finanças Públicas Pobreza atinge 18% dos portugueses

Pobreza atinge 18% dos portugueses

Desemprego, reduções salariais e cortes nas prestações sociais deverão ditar um agravamento deste flagelo social.
Pobreza atinge 18% dos portugueses
Negócios 03 de dezembro de 2012 às 11:33

18% dos portugueses não tem rendimentos suficientes para fazer face às suas necessidades básicas, e 24,4% vive em risco de pobreza ou de exclusão social. O retrato é de 2011, mas deverá agravar-se à medida que a crise de adensa, já admitiram especialistas nesta área. 

Os números mais recentes sobre a pobreza e a exclusão social não são novos, mas foram hoje relembrados pela Comissão Europeia, através de um comunicado. Lá se mostra que em Portugal havia 18% da população a viver abaixo do limiar estatístico da pobreza. Trata-se de um indicador que apenas leva em consideração o rendimento, e que abarca a população que vive abaixo de 60% do rendimento mediano no país. 

 
18% dos portugueses não tem rendimentos suficientes para fazer face às suas necessidades básicas, e 24,4% vive em risco de pobreza ou de exclusão social

A pobreza agravou-se ligeiramente entre 2010 e 2011, em 0,1 pontos, estando os especialistas convencidos de que a situação social se tornará mais dramática. A crise, o desemprego, a descida de salários e também os cortes nas prestações sociais estão entre as causas para esta expectativa. 

Em 2011, Portugal era o terceiro país da zona euro com maior percentagem de pobres. Pior do que nós estão a Espanha (21,8%) e a Grécia (21,4%). 

Em risco de pobreza ou de exclusão social está 24,4% da população, acima da média da União Europeia (24,8%).




A sua opinião27
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 03.12.2012

e com o Estado a arquivar a corrupção toda, esta procissão vai engrossar muito mais. o pessoal julga que o desenvolvimento economico é possivel com corrupção... ainda há gente que pensa assim em todos os partidos.... é claro que o coelho é corrupto. senão fosse não agia assim. vem mais muitissimo mais austeridade a caminho, e assim, saimos do euro, e então a austeridade é que vai ser bonita. votem no passos, e no cavaco também, pessoal do psd...

comentários mais recentes
josedomingos 03.12.2012

1/2 A “tia” Isabel Jonet está em consonância e faz parte da classe daqueles que querem e estão a “ajustar contas” com o 25 de Abril, de má memória para eles. Por esse facto, embora eu tenha sido sempre um dador generoso para o Banco Alimentar, enquanto esta senhora estiver à frente desta instituição, devido às afirmações mais do que infelizes que proferiu, nem mais um chavo de oferta farei. O facto de ter andado desesperadamente a tentar branqueá-las é a melhor prova da gravidade das mesmas e de que viu a reacção indignada das pessoas. Se teve uma boa colheita de oferendas, tanto melhor para os destinatários.

josedomingos 03.12.2012

2/2 No entanto, a mensagem fica e é imutável : o mundo será infinitamente melhor sem Jonets, sinal de que as pessoas deixaram de ser confrontadas com a humilhação de terem de recorrer ao vexame indigno da mão estendida e de que lhes passaram a ser oferecidas condições para puderem conduzir as suas vidas e as dos seus, de modo a não necessitarem da afronta suprema de terem de recorrer à aviltante esmola, sendo que a politica que os confrades desta senhora no Governo estão a seguir vai precisamente no sentido oposto de as pessoas deixarem de necessitar dos Bancos Alimentares e segue no sentido de proletarizar toda a nossa classe média até a reduzir à indigência ou perto disso e ao empobrecimento, como esta senhora, de resto, preconizou, nas suas afirmações, enquanto outros crescem cada vez mais nas suas fortunas. O mundo e as pessoas serão muito mais felizes sem Jonets e sem caridadezinha e dispensam-nas, de boa vontade, em troca de dignidade e de trabalho !

Novos Rumos para Portugal 03.12.2012

Este é um numero que ao longo dos anos quase sempre se manteve quase constante - 20% - e aparece novamente divulgado para fazer crer aos desgraçados dos portugueses que o indíce de pobreza naõ se alterou e parece simpático para o governo que fica incólume ás críticas pois as suas politicas afinal não alteraram o quadro de miséria em Portugal.Mas a verdade nua e crua é que este numero é na verdade muito mais doloroso e aproxima-se de 30 a 35% da populaçao - 3 milhoes e meio - e que em 2013, com o furacao fiscal que aí vem, e com o consequente aumento recessivo da economia -milhares de falências e o desemprego irá alcançar os 20% - e regressaremos aos niveis de miséria e pobreza da década de 50 do século passado 60% da população estava em situaçao de absoluta miséria. A Portugal restam duas soluçoes : ou corre com esta escumalha de parasitas e incompetentes que governa a naçao ou mantêm a situaçao que nos irá conduzir á saida do Euro com as trágicas consequências desse acto ou elege um novo governo de pessoas honestas, integras e patriotas sem amarraçoes a grupos de interesses obscuros e competentes que possam delinear politicas que dêm novo alento e esperança nos sacríficios que sao pedidos aos portugueses e limpem estes pais de gangs de ladroes e vigaristas de colarinho branco que delapidaram o érario público e mantêm mordomias absurdas do estado e que a actual justiça se mostra incapaz de condenar severamente. Hoje esta gente passeia-se incólume na praça como se fossem anjos.

anti laranja 03.12.2012

não me digam que os jovens licenciados que estam a entrar no mercado de trabalho cujo salario é de 500 euros são considerados ricos ??entam são para ai uns 30 mil pobres só os catrogas é que são ricos

ver mais comentários
pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub