Orçamento do Estado PCP ainda examina Orçamento e quer correcções na especialidade

PCP ainda examina Orçamento e quer correcções na especialidade

Instado pelos jornalistas a adiantar a posição do PCP na votação final global, Jerónimo de Sousa respondeu que os comunistas dão "muito valor à discussão na especialidade" e, como se sabe, não passam "cheques em branco antecipados".
PCP ainda examina Orçamento e quer correcções na especialidade
Miguel Baltazar/Negócios
Lusa 20 de Outubro de 2016 às 19:30
O secretário-geral do PCP afirmou hoje que o seu partido quer "corrigir um ou outro aspectos mais negativos" do Orçamento do Estado para 2017 na especialidade, não se posicionando por princípio em relação à votação final.

No final de uma audiência no Palácio de Belém, Jerónimo de Sousa disse aos jornalistas que informou o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, de que o PCP está numa "fase de exame comum do Orçamento com vista à sua viabilização".

"No debate da especialidade que se seguirá obviamente que procuraremos, apresentando propostas que vão no sentido desta linha de reposição de rendimentos e direitos, e simultaneamente também procurar corrigir um ou outro aspectos mais negativos que possam estar no conteúdo do Orçamento do Estado", acrescentou.

Instado pelos jornalistas a adiantar a posição do PCP na votação final global, Jerónimo de Sousa respondeu que os comunistas dão "muito valor à discussão na especialidade" e, como se sabe, não passam "cheques em branco antecipados".

"É necessário olhar para os conteúdos e ter uma postura propositiva, construtiva e simultaneamente tentar reparar este ou aquele aspecto que na especialidade nos pareçam mais negativos", reiterou, concluindo: "Perante o resultado final, obviamente definiremos o nosso posicionamento".



A sua opinião2
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS - PCP - BE -- ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO



NOVAS PENSÕES MÍNIMAS SERÃO SUJEITAS A PROVA DE RENDIMENTO...

para se gastar mais dinheiro com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)


comentários mais recentes
Anónimo Há 2 semanas


Um governo de ladrões

PS - PCP - BE -- ROUBAM OS TRABALHADORES E PENSIONISTAS DO PRIVADO



NOVAS PENSÕES MÍNIMAS SERÃO SUJEITAS A PROVA DE RENDIMENTO...

para se gastar mais dinheiro com os subsídios às pensões douradas da CGA.


(As pensões da CGA são subsidiadas em 500€, 1000€, 1500€ e mais, por mês.

Estas pensões sim, devem ser sujeitas a condição de recursos.

E não as mínimas.)


Anónimo Há 2 semanas

Estragaste tudo ao subires mais alto do que o teu tamanho:o amarelado d.branca viu-te o cu pela manga das calcas.Estas condenado a voltar a estaca zero.Tambem francamente acho que te sabes olhar ao espelho.

pub
pub
pub
pub