Orçamento do Estado PSD pede "resposta urgente" perante esboço do Orçamento "displicente"

PSD pede "resposta urgente" perante esboço do Orçamento "displicente"

O líder parlamentar do PSD defendeu que o esboço do Orçamento do Estado (OE) “tem a marca da displicência” e pediu “competência” ao Governo na elaboração de uma proposta credível a nível nacional e internacional.
PSD pede "resposta urgente" perante esboço do Orçamento "displicente"
Pedro Ferreira/Correio da Manhã
Lusa 30 de Janeiro de 2016 às 19:51

"Esta proposta não merece o crédito de nenhuma entidade nacional e internacional. Hoje em dia, tirando António Costa, Catarina Martins e Jerónimo de Sousa, ninguém confia no ‘draft’ [esboço] do OE. O país não pode ficar refém de uma atitude displicente de um Governo e de protagonistas políticos que perante esta onda crítica que se está a avolumar, que traz incerteza e instabilidade ao país, parece que estão a assobiar para o ar sem dizer para que lado devemos seguir", afirmou Luís Montenegro.

 

O líder parlamentar do PSD falava à margem da tomada de posse do presidente reeleito da Câmara Municipal de São João da Madeira, Ricardo Figueiredo.

 

Em declarações aos jornalistas, Montenegro defendeu que Portugal vive "uma situação muito preocupante", ao ter apresentado um esboço do OE para 2016 que não foi considerado credível nas previsões em que se sustenta por organismos a nível nacional, como o Conselho de Finanças Públicas ou a Unidade Técnica de Apoio Orçamental (UTAO), e a nível internacional, como a Comissão Europeia e as agências de ‘rating’.

 

O deputado social-democrata disse que o país não precisa "de um Governo zangado", mas sim de "um Governo competente", e pediu uma "resposta urgente" que permita "superar este coro unânime de reações negativas às suas previsões" e que "possa tranquilizar o país e a comunidade internacional".

 

Luís Montenegro recuperou a imagem do automobilista usada por António Costa no debate parlamentar de sexta-feira para afirmar que o primeiro-ministro, o ministro das Finanças e os líderes do PCP, Jerónimo de Sousa, e do Bloco de Esquerda, Catarina Martins, seguem todos numa mesma direcção enquanto "todos os outros carros vêm contra eles e estão convencidos de que eles é que estão certos".

 

"No PSD só queremos nesta fase que as políticas sejam credíveis para atingir determinados resultados, independentemente de estarmos em desacordo com elas", disse.

 

Montenegro afirmou que "foi penoso ver no parlamento o primeiro-ministro enfrentar as perguntas dos partidos da oposição com displicência e com uma despreocupação, um amadorismo, uma politiquice nas suas respostas que não dignificam o debate político e não serve os interesses do país".

 

"Precisamos de menos politiquice e mais política a sério, de mais preparação e competência. Este Governo ainda é muito jovem para mostrar tanta impreparação e incompetência", defendeu.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Desanimado 30.01.2016

Era bem melhor que esta corja do PSD e CDS começasse a ser mais patriótica. Se só sabem ser servilistas e lamber botas então ao menos calem-se.

comentários mais recentes
Anónimo 30.01.2016

Perante a crise orçamental que estamos a assistir, o que estará Cavaco a pensar?!! Demitir o governo antes de terminar o mandato?! Por muito menos do que isto, Jorge Sampaio demitiu Santana Lopes!

Anónimo 30.01.2016

Afinal confirma-se o que venho ja algum tempo dizendo,no barracao parlamentar e so"GANAPADA".Houve quem disse-se que o d.branca esta entre a parede EU e a espada dos comunas radicais.Eu digo que ele esta entre 2 espadas,vamos ver qual a vai picar.

Desanimado 30.01.2016

Era bem melhor que esta corja do PSD e CDS começasse a ser mais patriótica. Se só sabem ser servilistas e lamber botas então ao menos calem-se.

pub
pub
pub
pub