Função Pública PS vai avançar com pedido de fiscalização do aumento do horário de trabalho na Função Pública

PS vai avançar com pedido de fiscalização do aumento do horário de trabalho na Função Pública

O PS diz que assim que o diploma que determina o aumento do horário de trabalho na Função Pública for publicado, vai avançar com um pedido de fiscalização ao Tribunal Constitucional.
Sara Antunes 28 de agosto de 2013 às 11:38

O Presidente da República deu luz verde ao diploma que aumenta em cinco horas por semana o horário de trabalho dos funcionários públicos, soube o Negócios junto de fontes do Governo e do Parlamento. O diploma já seguiu para publicação e entrará em vigor 30 dias depois de sair em Diário da República. 

 

Carlos Zorrinho, líder da bancada parlamentar do PS, disse ao Negócios que, “uma vez publicado o diploma” reunir-se-á um conjunto de deputados “que apresentarão esse pedido” de fiscalização ao Tribunal Constitucional da lei que aumenta para 40 horas semanais o horário de trabalho na Função Pública.

 

“O argumento de igualdade” entre a Função Pública e o sector privado “é falso”, acusa o responsável socialista.




A sua opinião26
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 28.08.2013

Se já trabalhas 8 horas ou mais...........NAO TENS QUE ESTAR PREOCUPADO!!!!!!!!!!!Este PS é um NOJO...............METE ASCO..............SÓ A ANSIA DO PODER PODE JUSTIFICAR ESTA FALTA DE SENSO COMUM!!!!!!!!!!!!!PIOR QUE O PIOR DO BLOCO E DO PCP!!!!!!!!

comentários mais recentes
Zurrinho 28.08.2013

Cambada de xuxas. Trabalhar ???? Fonix............os privados que trabalhem....para nos pagar o ordenado. Eles que paguem a crise.

Anónimo 28.08.2013

Não se esqueçam de votar neles na próxima oportunidade porque são os verdadeiros defensores da justiça e da igualdade! :)
Tal e qual os membros do TC que têm privilégios que mais nenhum português possui (para além de muitas vezes decidirem em causa própria).
Têm estas "prima donas" moralidade e credibilidade para decidirem questões de igualdade e proporcionalidade?
É por causa Srs como estes que o País têm mais de um milão de desempregados, muitos deles procuram desesperadamente por um trabalho e vivem em grandes dificuldades sem qq ajuda, pois o dinheiro serve para garantir os privilégios destes e de outros mamões instalados.

farto de hipocrisia 28.08.2013

Este PS em pouco se distingue do BE ou do PCP.

Até parece que não foi o PS que afundou o país nos seus últimos 5 anos de (des)governação e que assinou o memorando da troika...

O que pretende esta gentinha do PS?, A quem querem enganar?...será que julgam que o povo não tem memória e é descerebrado?!!

Resposta de cad7a farto de hipocrisia 28.08.2013

Mete asco é o seu comentário. Diga aqui qual é ou foi a participação do BE ou do PCP ou de ambos, no descalabro das contas. Aponte aqui um nome, um sujeito ou do PCP ou do BE que esteja envolvido numa das trapalhices como Loureiro, Cavaco, Lima Jorge Coelho, Sócrates Arlindo, Vara, etc, etc.. Você apresenta o BE e o PCP como os cancros deste país mas tal não é verdade. É o PS, o seu PSD e/ou CDS que fizeram muita da meeerda em que estamos. O PCP e o BE, não têm qualquer responsabilidade nisto. Limitam-se a protestar.

Resposta de A. Fernandesa farto de hipocrisia 29.08.2013

Senhor cad7, não é necessário ser governo ou participar nele, para que os
partidos BE e PCP estejam isentos de responsabilidade. As convulsões políticas, sociais, nas empresas, através de greves, causam danos por vezes irreparáveis. O modelo político está completamente desajustado, assim como a Constituição Portuguesa. Quer diretamente ou indiretamente, todos nós, somos responsáveis pela situação em que Portugal se encontra, uns mais do que outros!!!!!!!

anon 28.08.2013

Façam o que entenderem quanto às 40 horas mas ponham os juízes do Tribunal Constitucional a trabalhar o número de anos como qualquer trabalhador para obterem a reforma, e não ao fim de 10 anos. É isto democracia? É esta meeerda uma democracia? Vamos a caminho de mais de 1.000.000 de desempregados, muitos deles com mais de 20 anos de descontos, mais de metade não recebem um chavo de rendimento e pagam-se reformas por 10 anos de trabalho? O que espera o povo para reagir a esta situação? Estes ilustres iluminados deverão desaparecer simplesmente. Acabe-se com a porcaria de vez..

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub