Impostos António Costa reúne-se com sindicato do Fisco

António Costa reúne-se com sindicato do Fisco

O secretário-geral do Partido Socialista reúne-se esta quinta-feira com o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI). Reivindicações laborais e questões de política fiscal estarão na ordem de trabalhos.
António Costa reúne-se com sindicato do Fisco
Bruno Simão/Negócios
Negócios 03 de fevereiro de 2015 às 17:50

António Costa, secretário-geral do PS, reúne-se esta quinta-feira com o Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos (STI). O encontro terá lugar no Largo do Rato e terá como pano de fundo as reivindicações laborais dos funcionários do fisco, bem como algumas propostas que o sindicato vem fazendo em matéria de política fiscal.

 

A informação foi avançada ao Negócios por fonte oficial do STI, que enquadra este encontro no ciclo de audiências que o sindicato pediu aos diversos partidos com representação na Assembleia da República.

 

Em cima da mesa de trabalhos com o líder do PS estarão questões como a revisão integrada das carreiras dos trabalhadores dos impostos e das alfândegas, uma pretensão que faz parte do caderno reivindicativo desde que as duas estruturas foram fundidas, mas sem que se tenham registado avanços. A falta de pessoal deverá ser outro dos tópicos a abordar por Paulo Ralha, presidente do STI, e pela sua equipa, um problema que o STI reclama que se agravou com o início do estágio para inspectores, onde muitos dos candidatos são oriundos dos serviços de finanças.

 

Em matéria de política fiscal, o sindicato deverá reiterar algumas das propostas que já fez chegar à Assembleia da República, e que passam, por exemplo, por impedir que o Fisco possa penhorar a casa de habitação própria dos contribuintes para reaverem dívidas fiscais, adiantou a mesma fonte ao Negócios.




A sua opinião8
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo 03.02.2015

Levaram o pais à falência, a viver com o que não tinha e agora voltam as promessas.
PSyriza.

comentários mais recentes
Anónimo Há 3 semanas

Os gangs do costume preparam o assalto ao próximo governo...

Anónimo 04.02.2015

Lá vão começar as greves ...

doutor Xuxa 03.02.2015

ainda ninguém comprendeu que quem manda no Pais é a Troika e o FMI este melro nao é mais que um palhaço que anda para ai a deitar foguetes para ganhar eleiçoes

Anónimo 03.02.2015

O Costa vai tentar vender o peixe o quem o quer comprar. Umas greves vinham mesmo a calhar.

ver mais comentários
pub