Impostos Quem foi o consultor que montou o esquema fiscal de Ronaldo?

Quem foi o consultor que montou o esquema fiscal de Ronaldo?

A justiça espanhola quer saber quem foi o consultor que montou o esquema fiscal de Ronaldo para acusá-lo dos mesmos crimes do jogador. Para já, a juíza do processo negou os recursos do advogado português Carlos Osório de Castro, Luis Correia e Jorge Mendes e intimou-os para interrogatório.
Quem foi o consultor que montou o esquema fiscal de Ronaldo?
ANA
Negócios 07 de dezembro de 2017 às 09:24

Na sua primeira audiência no tribunal madrileno, Cristiano Ronaldo remeteu a gestão da sua vida fiscal, agora no centro de uma investigação sobre fraude, para os seus assessores fiscais. É por isso que, neste momento, a prioridade número um da juíza que acompanha o caso é a de saber quem foi o advogado que lhe montou o esquema que terá permitido ocultar milhões de euros do Fisco, escreve esta quinta-feira, 7 de Dezembro, o jornal El Mundo. O objectivo é imputar ao advogado, conselheiro fiscal, exactamente as mesmas acusações de que o jogador é alvo.

De acordo com os autos do processo a que o El Mundo acedeu, a juíza Mónica Gómez Ferrer quer saber exactamente quem criou o "esquema societário" para que o jogador passasse a receber os seus direitos de imagem através das Ilhas Virgens Britânicas. Segundo o processo, este planeamento fiscal teve alegadamente como única intenção ocultar rendimentos da Agência Tributária espanhola, e é por isso que, tal como Cristiano Ronaldo, também o advogado responsável pelo esquema deve ser acusado dos mesmos crimes.

Para já, foram chamados a depor Jorge Mendes, agente do jogador, Luís Correia, responsável pelos patrocínios, e Carlos Osório de Castro, seu advogado e conselheiro fiscal. De acordo com o El Mundo, a juíza instrutora do caso insistiu na necessidade de interrogar os três assessores de confiança de CR7 para determinar com precisão se "participaram" na "criação e constituição" do esquema societário.

A juíza negou, assim, os pedidos dos três portugueses para não serem interrogados. Segundo o El Mundo, segundo os autos, a desconfiança maior da justiça espanhola parece recair sobre Carlos Osório de Castro.

Cristiano Ronaldo está acusado de quatro crimes fiscais cometidos em Espanha, que resultaram na ocultação de 14,7 milhões de euros. O jogador vem garantindo que a sua vida fiscal está em dia e que nunca teve a intenção de fugir aos impostos.




pub