Impostos Sorteios de carros, facturas e impostos esta terça-feira no Negócios

Sorteios de carros, facturas e impostos esta terça-feira no Negócios

O que se deve fazer para ser candidato ao sorteio de carros que o fisco vai fazer? Quantos contribuintes pediram factura com número de contribuinte e quanto vão abater no IRS? E sabia que protestar contra pedir factura podia dar menos IRS a Vítor Gaspar e Pedro Passos Coelho?
Sorteios de carros, facturas e impostos esta terça-feira no Negócios
Bruno Simão/Negócios
Negócios 06 de Janeiro de 2014 às 20:16

Na edição do Negócios em papel e para assinantes vai encontrar esta terça-feira as respostas para se candidatar ao sorteio semanal de um carro que o Fisco vai fazer. Saiba o que terá de fazer para fazer parte da lista dos potenciais vencedores de um automóvel.

 

Um trabalho da equipa do Negócios onde se traça também o retrato das facturas que foram solicitadas em 2013 e qual o desconto que em média vai ter cada contribuinte no IRS. Assim como vai perceber como é que Pedro Passos Coelho e Vítor Gaspar poderiam beneficiar do protesto de quem andou a pedir facturas com os seus números de contribuintes. Ficará também a  saber o que tem de fazer para usar essa via de pagar menos impostos em 2014.

 

Um exclusivo do Negócios para os seus assinantes compradores do jornal em papel.




A sua opinião15
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Fonseca 06.01.2014

Força Portugal.
Aqueles que criticam estas medidas são os mesmo que chegam ao fim do dia e têm máquinas paralelas para registar menos de metade das facturas que emitiram. São os mesmos que dizem "com factura são 23%". São os mesmos que dizem "eles querem é controlar o pessoal".
Não inventem, o objectivo é muito simples, fiscalizar o que é nosso, sim, o ESTADO é nosso. Quando a nossa economia paralela for residual, todos pagarão menos impostos, todos podem ter melhores ordenados, todos podem acreditar num País de futuro e sustentável.
Se isso não acontecer e continuarmos no jogo do "gato e do rato", quem perde são os nossos filhos e netos.
Pensem no futuro da Nação e naqueles que nada têm a ver com assunto e que terão uma bomba relógio na mão para resolver.

Força Portugal. A Força Está em Nós!

comentários mais recentes
Anónimo 07.01.2014

Mais um episódio da série trágico-cómica deste governo! Em vez de perseguir e punir exemplarmente os criminosos, arranja estes estúpidos estratagemas.

Controlo idêntico à NSA americana 06.01.2014

Querem saber a que horas e onde dei um peido? - Desculpem, mas é um procedimento muito íntimo...

Resposta de Anónimoa Controlo idêntico à NSA americana 07.01.2014

Quanta ignorância!

SEM DINHEIRO PARA GASTAR 06.01.2014

Eu bem queria candidatar-me a um BMW em 2ª: mão já desprezado por qualquer ministro, mas ROUBARAM-ME A PENSÃO e já só tenho dinheiro para comprar uns carapauzitos na candonga...

Resposta de Anónimoa SEM DINHEIRO PARA GASTAR 06.01.2014

A verdade é que se estes milhares de comerciantes não fugissem aos impostos se calhar não te tinham ido à reforma... se calhar até tinhas tido aumento...

Fonseca 06.01.2014

Força Portugal.
Aqueles que criticam estas medidas são os mesmo que chegam ao fim do dia e têm máquinas paralelas para registar menos de metade das facturas que emitiram. São os mesmos que dizem "com factura são 23%". São os mesmos que dizem "eles querem é controlar o pessoal".
Não inventem, o objectivo é muito simples, fiscalizar o que é nosso, sim, o ESTADO é nosso. Quando a nossa economia paralela for residual, todos pagarão menos impostos, todos podem ter melhores ordenados, todos podem acreditar num País de futuro e sustentável.
Se isso não acontecer e continuarmos no jogo do "gato e do rato", quem perde são os nossos filhos e netos.
Pensem no futuro da Nação e naqueles que nada têm a ver com assunto e que terão uma bomba relógio na mão para resolver.

Força Portugal. A Força Está em Nós!

Resposta de Anónimoa Fonseca 06.01.2014

Nem mais! Temos de perceber que quem aldraba nos está a enganar a todos, que como cidadãos temos direito a beneficiar dos impostos que pagamos.

ver mais comentários
pub