IRS Acerto no IRS pode tirar até 11% ao subsídio de Natal
Assinatura Digital. Negócios Primeiro Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
IRS

Acerto no IRS pode tirar até 11% ao subsídio de Natal

Funcionários públicos recebem mais ao longo do ano, mas em Novembro terão de acertar contas com o Fisco.
Acerto no IRS pode tirar até 11% ao subsídio de Natal
Filomena Lança 19 de abril de 2013 às 00:01

Novembro será mês de subsídio de Natal para os funcionários públicos, mas será, também, mês de acertos nas retenções na fonte de IRS, que podem levar até 11% do dito subsí

Assinatura Digital. Negócios Primeiro
Para ler tudo faça LOGIN ou ASSINE
Análise, informação independente e rigorosa.
Para saber o que se passa em Portugal e no mundo,
nas empresas, nos mercados e na economia.
  • Inclui acesso ao ePaper, a versão do Negócios tal como é impresso em papel. Veja aqui.
  • Acesso ilimitado a todo o site negocios.pt
  • Acesso ilimitado via apps iPad, iPhone, Android e Windows
Saiba mais



A sua opinião13
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado fmelosousa 19.04.2013

Os funcionários públicos queriam pagar impostos sobre um rendimento bruto correspondente a 12 ordenados quando recebem 14? Isto é mesmo notícia populista para fazeer ruído.

comentários mais recentes
Anónimo 30.04.2013

PSD= NAZIS NAZIS=FOME RESULTADO= MORTE AOS NAZIS

Paulo 20.04.2013

Não são 13 ou 14 ordenados, é um ordenado dividido em 12/13 ou 14 prestações. Este ano com a história dos duodécimos, e face ao aumento dos impostos consegui receber mais 3(!!!) euros por mês, que aumento...Este ano como vão devolver o 14º também, é lógico que tenho que pagar mais IRS, e ninguém diz que não pagaria... Não me estão a "dar" nada, estão a pagar pelo trabalho que desenvolvo e até pagam abaixo da tabela. Sei é que desde 2005 não tenho aumentos que acompanhem a inflação, e já nem falo de promoções... Só mais uma achega à conta da cegueira que olham para a AP até se esqueceram de reparar nos cortes nas deduções fiscais...descansem que daqui a um mês quando quiserem receber irs, vão acabar por pagar.

armando 19.04.2013

Se no acerto final nas finanças a formula a calcular o IRS de cada um é a mesma, portanto não percebo o ruído que se anda a fazer. Todos sabemos que consoante o que se aufere no rendimento corresponde uma percentagem no escalão.

Anónimo 19.04.2013

P'ró Sr fmelososusa: Os funcionáios públicos recebem o quê? 14 salários??? Não me faça rir! Nem na grécia é assim... Nem na grécia se "vai tanto ao osso"! Nos últimos dois anos lá foram mais de 30% (Leu bem, TRINTA POR CENTO) do rendimento anual. Na última cartada, no ínicio de 2013, devolveram o subsídio de Natal com uma mão e levaram o mesmo subsídio de Natal e mais uma dezenas de euros líquido por mês à custa dessa falsa devolução! Resultado dessa ardilosa operação: ficou-se a receber menos em cada mês! Pois é Sr fmelososusa!! A verdade acima de tudo. Os funcionários públicos até podem receber 18 ou 20 salários, mas na verdade ganham como na década de 90, do milénio passado. Melhor seria receber apenas 12, mas 12 de facto!

ver mais comentários
Notícias só para Assinantes
Exclusivos, análise, informação independente e credível. Para saber o que se passa em Portugal e no mundo, nas empresas, nos mercados e na economia. Inclui acesso à versão ePaper.
Mais uma forma de ler as histórias
da edição impressa do Negócios.
Se ainda não é Assinante Saiba mais
pub
pub
pub
pub