LEX Publicação espanhola distingue 10 advogadas portuguesas
LEX

Publicação espanhola distingue 10 advogadas portuguesas

Um grupo de 10 advogadas portuguesas foi distinguido no âmbito da iniciativa "InspiraLaw", iniciativa de uma publicação espanhola especializada que visa reconhecer o papel das mulheres que se dedicam ao exercício da advocacia.
João Maltez 04 de janeiro de 2018 às 17:41

A revista espanhola "Iberian Lawyer" vai distinguir um grupo de 10 advogadas portuguesas, no âmbito da iniciativa "InspiraLaw", vocacionada para reconhecer mulheres que se dedicam ao exercício da advocacia e que servem de inspiração para as novas gerações de jovens profissionais neste sector.

As 10 advogadas em causa são Carmo Sousa Machado (sócia da Abreu Advogados), Gabriela Rodrigues Martins (sócia da AAA), Graça Carvalho (líder da equipa jurídica dos CTT), Magda Cocco (sócia da VdA), Margarida Olazabal Cabral (sócia da MLGTS), Maria Castelos (sócia da CS Associados), Mariana Norton dos Reis (sócia da Cuatrecasas), Paula Gomes Freire (sócia da VdA), Serena Cabrita Neto (sócia da PLMJ) e Susana Pimenta de Sousa (sócia da Garrigues Portugal).

A lista da iniciativa "InspiraLaw" integra ainda 40 advogadas e juristas de Espanha. Para a sua elaboração foi feita uma votação em que participaram mais de 500 profissionais do sector jurídico.

As funções que desempenham nas respectivas organizações, a senioridade, a responsabilidade na supervisão de operações a nível internacional, a especialização numa determinada área de prática ou a capacidade de liderança e de desenvolvimento de negócio foram critérios que pesaram na escolha do grupo final das 50 advogadas que constam da lista final.

A primeira edição da "InspiraLaw" terá o seu desfecho numa cerimónia que decorrerá em Madrid a 23 de Janeiro, onde a distinção das 50 será oficializada. 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 09.01.2018

Grande motivo para todos nos orgulharmos!!! haja advogados com fartura, que demandas inventam-se... para atrapalhar a vida do cidadão...

Ladras a solta fonix e todas feias. 05.01.2018

Mas de camafeus esta o mundo cheio, coitadas nao se pode ser linda e rica, coisa que o vil metal nao compra.

Anónimo 04.01.2018

INFELIZMENTE É UMA CLASSE MINADA DE CRIMINOSOS, QUE AJUDAM OUTROS CRIMINOSOS A COMETER FRAUDES E CRIMES, ATÉ HERANÇAS ROUBAM, NEGÓCIOS IMOBILIÁRIOS DUVIDOSOS, LAVAGEM DE DINHEIRO, TUDO COM AJUDA DESSA CLASSE, ETC.