Angola Luaty Beirão terminou greve de fome

Luaty Beirão terminou greve de fome

Luaty Beirão terminou a greve de fome ao fim de 36 dias, revelou o advogado do activista angolano, citado pela Lusa.
A carregar o vídeo ...
Lusa 27 de outubro de 2015 às 08:18

O 'rapper' e activista angolano Luaty Beirão, internado sob detenção numa clínica de Luanda, terminou a greve de fome de protesto contra a sua prisão preventiva ao fim de 36 dias, informou esta terça-feira o advogado.

Em declarações à agência Lusa, e remetendo mais informações para a família, o advogado Luís Nascimento confirmou que a decisão, agora revelada, já "era esperada".

 

"Ele quando falou comigo, na segunda-feira, já encarava essa possibilidade, de terminar a greve de fome. Era mais do que provável, de certo modo rendia-se aos apelos dos colegas e nomeadamente o último, que foi feito pela esposa, por causa da filha", disse o advogado à Lusa.

 

Até segunda-feira, Luaty Beirão cumpriu 36 dias em greve de fome, protestando contra o que dizia ser o excesso da prisão preventiva e exigindo aguardar julgamento em liberdade, como prevê a lei angolana.

 

O músico e activista, que também tem nacionalidade portuguesa, é um dos 15 activistas angolanos em prisão preventiva desde Junho, sob acusação de actos preparatórios para uma rebelião em Angola e um atentado contra o Presidente da República.

 

O início do julgamento, que envolve outras duas arguidas em liberdade provisória, está agendado para 16 de Novembro, no Tribunal de Cacuaco, nos arredores de Luanda.


(Notícia actualizada às 8:34 com mais informação)




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mr.Tuga Há 2 semanas

Boa!
Está na hora de lhe fazerem uma estatua, de preferência paga por tugalândia...
Que raio interessa este assunto ao comum dos tugas ?!?!? Só hipocrisia e jornalismo influenciável e rasca!

comentários mais recentes
Mr.Tuga Há 2 semanas

Boa!
Está na hora de lhe fazerem uma estatua, de preferência paga por tugalândia...
Que raio interessa este assunto ao comum dos tugas ?!?!? Só hipocrisia e jornalismo influenciável e rasca!

john Há 2 semanas

Decisão acertada a vida e a filha estão acima de tudo.

Porcos,feios e maus Há 2 semanas

Foi em vão. O povo angolano como o nosso e tantos outros,passam fome,miséria e dificuldades,enquanto os pançudos do governo e seus protegidos se lambuzam em grandes orgias,esbanjando suinamente dinheiro roubado.Reacção da restante população ? ZERO.

Anónimo Há 2 semanas

Angola para avançar e se modernizar, precisa de todos. É um grande erra pensar, que só um é que está certo. A elite sentada e nos quarteis, tem de começar a trabalhar.

ver mais comentários
pub