Angola Luaty Beirão terminou greve de fome

Luaty Beirão terminou greve de fome

Luaty Beirão terminou a greve de fome ao fim de 36 dias, revelou o advogado do activista angolano, citado pela Lusa.
A carregar o vídeo ...
Lusa 27 de outubro de 2015 às 08:18

O 'rapper' e activista angolano Luaty Beirão, internado sob detenção numa clínica de Luanda, terminou a greve de fome de protesto contra a sua prisão preventiva ao fim de 36 dias, informou esta terça-feira o advogado.

Em declarações à agência Lusa, e remetendo mais informações para a família, o advogado Luís Nascimento confirmou que a decisão, agora revelada, já "era esperada".

 

"Ele quando falou comigo, na segunda-feira, já encarava essa possibilidade, de terminar a greve de fome. Era mais do que provável, de certo modo rendia-se aos apelos dos colegas e nomeadamente o último, que foi feito pela esposa, por causa da filha", disse o advogado à Lusa.

 

Até segunda-feira, Luaty Beirão cumpriu 36 dias em greve de fome, protestando contra o que dizia ser o excesso da prisão preventiva e exigindo aguardar julgamento em liberdade, como prevê a lei angolana.

 

O músico e activista, que também tem nacionalidade portuguesa, é um dos 15 activistas angolanos em prisão preventiva desde Junho, sob acusação de actos preparatórios para uma rebelião em Angola e um atentado contra o Presidente da República.

 

O início do julgamento, que envolve outras duas arguidas em liberdade provisória, está agendado para 16 de Novembro, no Tribunal de Cacuaco, nos arredores de Luanda.


(Notícia actualizada às 8:34 com mais informação)


A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Mr.Tuga 27.10.2015

Boa!
Está na hora de lhe fazerem uma estatua, de preferência paga por tugalândia...
Que raio interessa este assunto ao comum dos tugas ?!?!? Só hipocrisia e jornalismo influenciável e rasca!

comentários mais recentes
Mr.Tuga 27.10.2015

Boa!
Está na hora de lhe fazerem uma estatua, de preferência paga por tugalândia...
Que raio interessa este assunto ao comum dos tugas ?!?!? Só hipocrisia e jornalismo influenciável e rasca!

john 27.10.2015

Decisão acertada a vida e a filha estão acima de tudo.

Porcos,feios e maus 27.10.2015

Foi em vão. O povo angolano como o nosso e tantos outros,passam fome,miséria e dificuldades,enquanto os pançudos do governo e seus protegidos se lambuzam em grandes orgias,esbanjando suinamente dinheiro roubado.Reacção da restante população ? ZERO.

Anónimo 27.10.2015

Angola para avançar e se modernizar, precisa de todos. É um grande erra pensar, que só um é que está certo. A elite sentada e nos quarteis, tem de começar a trabalhar.

ver mais comentários
pub
pub
pub
pub