Ásia Índia admite recorrer à OMC se EUA rejeitarem isenção de tarifas no aço e alumínio

Índia admite recorrer à OMC se EUA rejeitarem isenção de tarifas no aço e alumínio

O governo indiano pondera recorrer à Organização Mundial de Comércio (OMC) caso os EUA não isentem o país das tarifas impostas às importações de aço e alumínio.
Índia admite recorrer à OMC se EUA rejeitarem isenção de tarifas no aço e alumínio
Reuters
Negócios com Reuters 23 de abril de 2018 às 13:18

Segundo a Reuters, que cita três fontes governamentais envolvidas nas negociações comerciais, a Índia admite recorrer à OMC para resolver uma disputa com os Estados Unidos caso Washington não conceda ao país isenção das tarifas impostas sobre as importações de aço e alumínio.

O ministro indiano do Aço, Chaudhary Birender Singh, rejeitou confirmar se Nova Deli pondera apresentar queixa junto da OMC.

"A nossa proposta ainda está a ser estudada pelo governo dos EUA e asseguraram-nos que irão reconsiderar", disse Singh à Reuters.

Em Março, o presidente norte-americano, Donald Trump, anunciou tarifas à importação de aço e alumínio. Trump concordou isentar das tarifas, até 1 de Maio, a Argentina, Austrália, Brasil, Canadá, Coreia do Sul, México e União Europeia.

Em 2017, a Índia exportou menos de um milhão de toneladas de aço para os EUA, tendo sido o décimo fornecedor dos Estados Unidos. O mercado norte-americano representa apenas 2,2% das exportações de aço indianas.




pub