Mundo Álvaro Santos Pereira deixa de ser economista-chefe da OCDE

Álvaro Santos Pereira deixa de ser economista-chefe da OCDE

O ex-ministro português da Economia era o economista-chefe interino da OCDE e ainda assinou o Economic Outlook de Maio. Com a nomeação de Laurence Boone para o cargo, Santos Pereira regressa à liderança dos estudos por país do departamento de Economia da OCDE.
Álvaro Santos Pereira deixa de ser economista-chefe da OCDE
Bruno Simão/Negócios
Tiago Varzim 05 de junho de 2018 às 18:09

Álvaro Santos Pereira era desde o início deste ano o economista-chefe da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE), mas estava no cargo a prazo. Na semana passada, assinou o Economic Outlook de Maio. Esta terça-feira a OCDE anunciou que já tem um nome para a posição: Laurence Boone substitui oficialmente Catherine Mann, a economista-chefe anterior que deixou o cargo no final de 2017.

O ex-ministro da Economia do Governo PSD/CDS é o director de estudos específicos por país do departamento de Economia da OCDE desde Abril de 2014. Mas no arranque de 2018 subiu a economista-chefe interino da organização, substituindo temporariamente Catherine Mann, que saiu para liderar o departamento de research do Citi.

Contudo, não se sabia se Santos Pereira podia manter-se no cargo nem se concorreu ao lugar. Recentemente, questionada pelo Negócios, a OCDE não especificou quais os nomes que estavam a concurso nem indicou qual a data prevista para o concurso terminar.

Esta terça-feira a organização anunciou que Angel Gurría, o actual secretário-geral da OCDE, nomeou a economista Laurence Boone para o cargo. "A sua liderança da equipa de economia da OCDE será uma parte vital do nosso esforço para reconstruir o sistema multilateral para esta nova época", diz a organização em comunicado. Mas a OCDE não se esqueceu de Santos Pereira, fazendo questão de assinalar "apreço" pelo desempenho do português.

Ao liderar o departamento de Economia, Boone será responsável por representar a OCDE, ao lado de Gurría, nos encontros do G7 e do G20. Internamente, a economista vai liderar uma equipa de 182 pessoas que produzem o Economic Outlook, os estudos específicos por país, o relatório Going for Growth, além de outros estudos a pedido dos países membros da OCDE. Boone toma posse no final de Julho.

Actualmente, Laurence Boone é a economista-chefe da seguradora francesa AXA. Regressa agora à OCDE onde tinha estado enquanto economista entre 1998 e 2004. Entre 2014 e 2016, foi conselheira da presidência francesa, envolvendo-se em negociações no G20, com as instituições europeias e com o Fundo Monetário Internacional (FMI). 




pub