Mundo ONU começa a ouvir em Abril candidatos para substituir Ban Ki-moon

ONU começa a ouvir em Abril candidatos para substituir Ban Ki-moon

A assembleia-geral da ONU anunciou que entre 12 e 14 de Abril se realizam as primeiras entrevistas aos candidatos à substituição do secretário-geral da ONU, Ban Ki-Moon, cujo mandato termina no final de 2016.

Lusa 26 de fevereiro de 2016 às 20:46

"Vamos iniciar um processo de transparência sem precedentes para escolher o novo secretário-geral", disse, em conferência de imprensa, o presidente da Assembleia-Geral, Mogens Lykketoft.

 

No processo participam as Nações Unidas, mas também, pela primeira vez, várias organizações não-governamentais e entidades da sociedade civil vão estar presentes para colocar questões e entrevistas os candidatos.

 

Cada candidato vai dispor de duas horas para expor as suas propostas aos representantes da ONU e às distintas organizações não-governamentais e depois daquele encontro também poderá falar com os órgãos de comunicação social.

 

Esta é a primeira vez que a ONU vai realizar a selecção do secretário-geral com candidaturas públicas, que vão ser avaliadas pela sociedade civil.

 

Apesar do secretário-geral ser eleito pela assembleia-geral da ONU, onde estão representados todos os Estados-membros, o processo tem sido controlado na penumbra pelas potências do Conselho de Segurança, que tradicionalmente recomendam o candidato.

 

"Existiram iniciativas antes, mas não estão a ocorrer agora e já se pode dizer que é histórico", disse Mogens Lykketoft.

 

Até agora, seis candidatos anunciaram oficialmente a sua intenção de se candidatarem ao posto da organização por um período de cinco anos.

 

Apesar do mandato de Ban Ki-Moon só terminar em Dezembro, o seu sucessor será oficialmente nomeado em Setembro durante as reuniões da assembleia-geral da ONU.

 

O ex-primeiro-ministro português e antigo Alto Comissário da ONU para os Refugiados António Guterres anunciou já a sua intenção de se candidatar ao cargo.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
comentários mais recentes
Anónimo 27.02.2016

O jeronimo canhoto ainda mantem o partido isolado:quando o psd diz que apoia o burroterres a calcinar mais uma instancia,o canhoto veio dizer que ainda vai pensar no apoio ao bechas inflamadas.

QUE FALTA DE PRINCÍPIOS DE GUTERRES 26.02.2016

GUTERRES, manda para o ar a boca de que as elites portuguesas não merecem o povo que têm, mas ele é rigorosamente igual a essas elites.
NÃO OLHA A MEIOS PARA ATINGIR OS FINS, que é o mesmo que dizer, os seus objectivos pessoais.
Até ao vígaro PASSOS COELHO recorre.

Anónimo 26.02.2016

Podia ter sido falso alarme:mas eu ouvi dizer que a Sra.Angel Merkel e a pessoa que se segue.Se for defacto candidata deita os outros todos por terra.O burroterres que va joga domino com o Marcelo.

pub
Saber mais e Alertas
pub
pub
pub