Mundo Putin garante a Merkel continuação de fornecimento de gás à Europa

Putin garante a Merkel continuação de fornecimento de gás à Europa

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, assegurou terça-feira à chanceler alemã, Angela Merkel, que os fornecimentos de gás russo à Europa não serão interrompidos devido à crise na Ucrânia.
Putin garante a Merkel continuação de fornecimento de gás à Europa
Bloomberg
Lusa 16 de abril de 2014 às 01:12

Em paralelo, o líder do Kremlin avisou a chanceler alemã que a Ucrânia está à beira de uma guerra civil, após o Governo de Kiev ter enviado forças militares contra manifestantes pró-russos no leste do país, acrescenta o texto.

 

"O Presidente russo sublinhou que a escalada brutal do conflito colocou o país, de facto, à beira da guerra civil", refere uma declaração emitida pelo Kremlin na sequência de uma conversa telefónica entre os dois líderes.

 

A declaração do Kremlin considera ainda as acções do exército ucraniano no leste do país como "uma acção anticonstitucional para o uso da força contra acções de protesto pacíficas".

 

O comunicado garante no entanto que os dois responsáveis "enfatizaram a importância" das conversações a quatro sobre a Ucrânia previstas para quinta-feira.  "Foi manifestada a esperança que o encontro de Genebra forneça um sinal claro para o regresso da situação a um contexto pacífico", acrescenta o texto.

 

Merkel e Putin mantiveram na noite de terça-feira uma conversa por telefone dominada pela preparação da cimeira de Genebra de quinta-feira sobre a crise ucraniana, onde deverão comparecer os ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Ucrânia, Estados Unidos e União Europeia.

 

"Durante esta conversa, foi discutida em detalhe a actual situação na Ucrânia", precisou previamente em comunicado Christiane Wirtz, porta-voz adjunta do Governo alemão.

 

"A preparação do encontro previsto para quinta-feira em Genebra dos ministros dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Ucrânia, Estados Unidos e União Europeia esteve no centro da discussão", acrescentou.

 

O governo de transição de Kiev ordenou na terça-feira uma operação das suas forças no leste contra os rebeldes pró-russos, definida como "calculada" pelos Estados Unidos, mas o primeiro-ministro russo Dmitri Medvedev já tinha considerado como um passo para a "guerra civil"

 

O Kremlin também sublinhou que a sua participação nas conversações de Genebra na quinta-feira está dependente "da amplitude das iniciativas anunciadas por Kiev".


A sua opinião4
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentar
mais votado Anónimo Há 1 semana

É interessante ver que lá como aqui a o termo anticonstitucional é muito usado pelos comunistas. A consciência colectiva deles é realmente muito superior à dos outros.

comentários mais recentes
joaopires5 Há 1 semana

ESTE PUTIN É DECIDIDAMENTE UM NEONAZI

joaopires5 Há 1 semana

PREFIRO O GÁS DO MAGREBE E USA....A RUSSIA DE PUTIN QUE META O SEU NUM CERTO SÍTIO À BRUTA COMO FEZ E ESTÁ FAZENDO NA UCRÂNIA

note-se Merkel e não presidente da UE! Há 1 semana

tuga idiota para quê é que vais votar, se esses atrasados mentais que vais mandar para a UE são uns bonecos, e tu vais pagar ao preço de ouro para teres esses bonecos no parlamento Europeu! como já deverias ter notado tuga estúpido, essa UE é a testa de ferro da NAZI ALEMANHA! só de pensar que quem for excluído do seu país não fará parte desta nojenta UE, estou pensando que finalmente tenhas o bom senso de mandar a Madeira para a independência! beijocas

Anónimo Há 1 semana

É interessante ver que lá como aqui a o termo anticonstitucional é muito usado pelos comunistas. A consciência colectiva deles é realmente muito superior à dos outros.

pub
pub
pub
pub