Mundo Trump cancela cimeira com Coreia do Norte após "hostilidade" de Kim

Trump cancela cimeira com Coreia do Norte após "hostilidade" de Kim

A cimeira nesta altura seria "inapropriada", explicou Donald Trump a Kim Jong-un, criticando "a tremenda raiva e hostilidade visível" na declaração recente do líder norte-coreano.
Trump cancela cimeira com Coreia do Norte após "hostilidade" de Kim
reuters
Negócios 24 de maio de 2018 às 14:50

O presidente dos Estados Unidos escreveu uma carta ao seu homólogo Kim Jong-un onde diz ser "inapropriado" nesta altura realizar uma cimeira com o presidente da Coreia do Norte, anunciou a Casa Branca.

 

Não vai assim acontecer a cimeira que seria histórica e já tinha data e lugar marcado: 12 de Junho em Singapura.

 

"Desejava muito" realizar esta cimeira, mas "infelizmente, tendo em conta a tremenda raiva e hostilidade visível na sua mais recente declaração, penso ser inapropriado, nesta altura, ter esta reunião há muito planeada", refere a carta.


Trump enviou a carta ao líder norte-coreano poucas horas depois do país asiático ter anunciado que  fez explodir os túneis da base de Punggye-ri, onde têm sido realizados os seus testes nucleares

 

De acordo com a Reuters, foi chamado ao local um pequeno grupo de jornalistas seleccionados pelo regime de Pyongyang para testemunhar a demolição, que a Coreia do Norte diz ser a prova do seu compromisso com o fim dos testes nucleares.

 

A realização da cimeira de 12 de Junho já estava em clima de incerteza, depois da Coreia do Norte ter mostrado descontentamento com a exigência dos Estados Unidos de que o país abdique – unilateralmente – do seu arsenal nuclear e mísseis balísticos.

 

Ainda esta quinta-feira a Coreia do Norte tinha ameaçado cancelar a presença de Kim na cimeira, deixando a ameaça de demonstrar em Washington o seu poder nuclear.

"Fala sobre as suas capacidades nucleares, mas as nossas são tão massivas e poderosas que rezo a deus que nunca tenham que ser usadas", refere Trump na carta a Kim.

 

Na carta tornada pública pela Casa Branca, Trump assinala que o cancelamento da cimeira representa uma "oportunidade perdida" e um "momento verdadeiramente triste".

 

Apesar do cancelamento, Trump diz a Kim que mantém a esperança de realizar a cimeira um dia no futuro e pede ao líder norte-coreano para lhe telefonar ou escrever uma carta caso "mude de ideias".

(Notícia actualizada pela última vez às 15:20 com mais informação)




pub