Mundo Trump e Kim Jong-un vão encontrar-se a 12 de Junho

Trump e Kim Jong-un vão encontrar-se a 12 de Junho

O presidente dos EUA anunciou o dia em que se vai encontrar com o líder da Coreia do Norte. 12 de Junho é a data agendada para uma reunião que será realizada em Singapura.
Trump e Kim Jong-un vão encontrar-se a 12 de Junho
David Santiago 10 de maio de 2018 às 15:55

Donald Trump anunciou que vai reunir-se com o líder da Coreia do Norte no próximo dia 12 de Junho, em Singapura. "Vamos tentar os dois que este seja um momento muito especial para a Paz no Mundo!", afirmou o presidente dos Estados Unidos, através do Twitter. Esta quarta-feira tinha sido noticiado que Singapura tinha sido o país escolhido para a realização da primeira cimeira com os líderes em funções dos EUA e da Coreia do Norte.

O anúncio da data surge no dia em que o secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, regressa aos Estados Unidos depois de uma visita oficial a Pyongyang. Junto a Pompeo viajam três cidadãos americanos que permaneciam há vários meses presos na Coreia do Norte e que foram libertados na sequência das negociações mantidas entre o chefe da diplomacia americana e o líder do regime ditatorial norte-coreano. 

Depois de ter estado na Coreia do Norte por ocasião da páscoa, Pompeo realizou a segunda visita ao país para preparar a cimeira em que Trump e Kim Jong-un vão tentar normalizar as relações bilaterais e alcançar uma solução de compromisso que permita estabilizar a península coreana. 

A cimeira de Singapura decorrerá num ambiente de desanuviamento, isto depois da aproximação de Pyongyang e Seul que permitiu à Coreia do Norte e à Coreia do Sul terem assinado um um acordo de paz que colocou formalmente fim à guerra coreana e que estabeleceu como "objectivo comum" garantir a "desnuclearização total" da península coreana. 

Esta nova viagem do secretário de Estado americano até Pyongyang acontece, por sua vez, depois de o líder norte-coreano ter estado na China pela segunda vez em seis semanas. Depois da cimeira com o presidente Xi Jinping, Kim Jon-un reiterou a intenção de Pyongyang em avançar com a desnuclearização da península.

Foi assim também um normalizar das relações Pequim-Pyongyang, isto depois de a China ter apoiado o reforço das sanções das Nações Unidas contra a Coreia do Norte devido à insistência do regime norte-coreano em prosseguir com a realização de testes com mísseis balísticos. 

As conversações entre Washington e Pyongyang agora agendadas para 12 de Junho eram até há escassas semanas uma improbabilidade, depois de o primeiro ano de mandato presidencial ter sido marcado por uma espiral de ameaças e contra-ameaças entre Trump e Jong-un. 

O principal objectivo dos EUA passa por garantir que a Coreia do Norte cessa e inicia o desmantelamento do programa de armamento nuclear. Em contrapartida, Pyongyang quer o levantamento das sanções que têm estrangulado a economia local e mostra abertura para receber investimento estrangeiro que ajude a melhorar as condições de vida do povo norte-coreano.


(Notícia actualizada às 16:33)




pub